LEANDRO

LEANDRO
Jogador de futebol, Cabofriense Quatro vezes campeão brasileiro, Cinco vezes campeão carioca, Cinco vezes campeão da Taça Guanabara, Campeão da Taça Libertadores da América e Campeão mundial de clubes pelo Flamengo

A.A. CABOFRIENSE X FLAMENGO

Assista na integra o jogo entre A.A. Cabofriense x Flamengo pelo campeonato estadual de futsal de 1999


 



                                                                                                                       
                                         ASSISTA A PARTE 1




                                          ASSISTA A PARTE 2






Leia Mais

O RETROCESSO DO ESPORTE DE CABO FRIO E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARTE 1

A criança, a luva de goleiro e a arma




Essa é uma história verídica de uma criança de Cabo Frio que encontramos ao desenvolver o projeto sócio esportivo Novo Cidadão, seu perfil já indicava seu envolvimento em área de risco, claro que seu envolvimento era decorrente da falta de informação.

O início

Sua estrutura familiar era deficitária, não tinha condições para pagar pela pratica de atividade esportiva, baixa estima, além de outras carências encontradas, o projeto atendia a todas as crianças e adolescentes, mais eram justamente essas crianças que o projeto voltava suas atenções, tentando transformar seu perfil.

No início muito relutante aos comandos de uma referência nova o professor de educação física e seu apoio (um estagiário de educação física). Seu comportamento foi melhorando com o passar do tempo e com a sua participação agora efetiva nas atividades esportivas, aprendeu numa simples atividade de chutar ao gol, que tinha que respeitar primeiro as orientações do professor e apoio, segundo respeitar seus amigos aguardando na fila o seu momento para chutar ao gol.

Antes era muito disperso, porém melhorou muito sua concentração observando atentamente as orientações do seu professor, tanto na pratica esportiva da modalidade mais também no comportamento para a formação de um cidadão.

A transformação

Seu envolvimento com o projeto chamava atenção, e saltava aos olhos daqueles que viram o seu comportamento no início e agora vislumbravam outra criança, ela estava com uma alta estima elevada, o seu professor agora era chamado de tio, assim como o estagiário.

Como não conseguiu se adequar como jogador de linha começou a experimentar jogar no gol, ele estava tão feliz que mesmo tendo dificuldades financeiras conseguiu que seu responsável comprasse as luvas de goleiro, quando apareceu com as luvas de goleiro no projeto, seu rosto brilhava de alegria e felicidade.

O retrocesso

O tempo foi passando até que chegou o ano de 2013, como todo ano acontecia, ele ficou animado, motivado, alegre, feliz e ansioso pelo inicio do projeto para participar. Mais o tempo foi passando e nada do retorno do projeto, seu espaço antes ocupado pela as atividades esportivas após estudos na escola, agora voltava a ficar ocioso, não tinha nada para fazer depois do estudo na escola.

Ainda esperançoso ouvia com alegria que era uma questão de tempo, e mais tarde o projeto retornaria, mais uma vez ficou aguardando, porém nada de concreto acontecia, e o tempo foi passando, outras amizades foram tomando lugar neste espaço ocioso, amizades que na realidade começaram a levá-lo de volta para áreas de risco.

A conseqüência

Infelizmente o tempo lhe respondeu que não haveria mais o projeto, e como conseqüência disso veio o retorno de sua baixa estima, que tirou sua alegria, felicidade e criou uma baita depressão, não foi difícil de repente encontrá-lo envolvido em pequenos roubos, envolvido com drogas e por fim trocar a sua luva de goleiro por uma arma.

Para refletir

Essa é a história de uma criança que durante vários anos participou de um projeto sócio esportivo e que durante dois anos não teve mais esse direito, conforme consta no artigo 4º do Estatuto da Criança e Adolescente, agora multiplique por tantas outras crianças que durante esses dois anos também perderam seu direito de praticar esportes, quando vários núcleos e modalidade foram fechados.

Depois para dar uma satisfação para a sociedade querem “Baixar a Maioridade Penal” colocando a culpa no Estatuto da Criança e Adolescente, e ainda ficam se perguntando por que nossas crianças estão se envolvendo com crimes?
Nessa história inicialmente vemos claramente a facilidade para transformarmos uma criança ou adolescente em um bom cidadão, utilizando o esporte de forma democrática e direcionado por uma Política Pública, onde informações para a formação de um bom cidadão são introduzidas de forma lúdica

Deixamos aqui uma pergunta, quem induziu esta criança a trocar a sua luva de goleiro por uma arma? A maioridade penal, O ECA (Estatuto da Criança e Adolescente), O termino de um projeto sócio esportivo desenvolvido através de uma política pública.

Ao encerrar cabe informar que este projeto foi desenvolvido com  objetivo de atender a toda uma sociedade, principalmente as crianças, adolescentes, jovens e atletas de forma democrática através de uma política pública, mais também tinha outro objetivo de fundamental importância, era utilizar esse projeto para servir a DEUS, durante dois anos as pessoas responsáveis pelo projeto perderam a oportunidade de continuar servindo a DEUS através deste projeto.

“Melhor lhe seria que se lhe atasse em volta do pescoço uma pedra de moinho e que fosse lançado ao mar, do que levar para o mal a um só destes pequeninos. Tomai cuidado de vós mesmos” Lucas 17, 2

Na próxima parte nº 2, estaremos nos reportando ao Núcleo do Jardim Esperança que era desenvolvido no ginásio poliesportivo Vivaldo Barreto, aguardem.



Ler Mais

O RETROCESSO DO ESPORTE DE CABO FRIO E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARTE 2

O termino do núcleo do Jardim Esperança no Ginásio Poliesportivo Vivaldo Barreto.



Quem era o Sr. Vivaldo Barreto?
Vivaldo Barreto é o nome de um grande desportista de Cabo Frio, que muito colaborou para o desenvolvimento do esporte de Cabo Frio, uma homenagem feita em vida a esta pessoa que trilhava suas ações entre suas atividades comercial e apoio que dava  há várias modalidades.
Mais sua maior identificação foi na modalidade do futsal (história que é contada neste blog) onde apesar de nunca ter sido presidente, foi sempre considerado “O eterno presidente da Liga”, também participou do movimento  “Esporte sem Teto” pela construção do Ginásio Poliesportivo Aracy Machado agora denominando Alfredo Barreto, e outras que podem ser comprovadas na história do futsal que é contada neste blog.


Do início até 2102
A inauguração em Outubro de 2010 do ginásio Vivaldo Barreto, clique aqui e veja, teve um aspecto diferente do ginásio Aracy Machado, enquanto o ginásio Aracy Machado foi construído em virtude de um movimento, clique aqui e veja , de toda uma sociedade denominada “Esporte sem Teto”, o Vivaldo Barreto nasceu de uma simples iniciativa por haver a necessidade de ter mais um ginásio, em virtude do crescimento do esporte desde 2005, e também brindar a toda comunidade do Jardim Esperança, dando a todos o direito da prática esportiva e atividades físicas


As atividades desenvolvidas
Primeira ação foi desenvolver o núcleo do projeto sócio esportivo Novo Cidadão, que chegou atender mais de 1.000 crianças e adolescentes, que todo dia de segunda a sexta de 8:00 as 20:00 estavam sempre praticando futsal, voleibol, basquete, handebol, atletismo, judô, karatê, capoeira, muay-thai e balé, veja a listagem Clique aqui
Era uma beleza contagiante, ao ver o entra e saia de crianças e adolescentes acompanhadas de seus responsáveis, Clique aqui e veja, transmitindo uma alegria e felicidade estampadas no rosto de cada um deles, em virtude simplesmente de participarem do projeto.
O ginásio trazia uma segurança e tranqüilidade com uma equipe envolvendo coordenador, guarda municipal e três pessoas de serviços gerais para atender na limpeza dos três turnos, além disso, o ginásio protegia os responsáveis e seus filhos quando as diferenças climáticas se alternavam, estivesse sol ou chuva eles estavam sempre protegidos. Clique aqui e veja a relação de quantidade de alunos por modalidade em 2102.


Colônia de Férias
Durante as férias escolares era desenvolvida uma colônia de férias onde as crianças e adolescentes realizavam atividades esportivas e de arte. Aqui tivemos uma informação surpreendente, os pais relataram que neste período de alta, eles trabalhavam numa carga horária muito forte, mais sempre ficavam preocupados com seus filhos que ficavam em casa ou na rua sem atividades. Porém com a realização da colônia eles começaram a ficar mais tranquilos, por saber que os mesmos agora estavam tendo atividades no ginásio acompanhadas por profissionais qualificados, clique aqui e relembre.


Projeto Vida Ativa
Não podemos esquecer que para atender a solicitação dos responsáveis das crianças, foi também desenvolvido no ginásio o projeto “Vida Ativa”,  que atendia mais de cem pessoas principalmente os da melhor idade com atividades aeróbicas, duas vezes na semana sempre de 7:00 as 8:00, e sempre uma vez por mês era realizado um café envolvendo todos os participantes.







Competições
Além de todas essas atividade tínhamos de segunda a sexta após as 20:00 os treinamentos de equipes que representavam Cabo Frio em competições estaduais, as competições municipais e estaduais de modalidades esportivas que eram subvencionadas pela prefeitura.
Nos finais de semana eram realizadas jogos de competições municipais de Futsal Clique aqui e veja, Atletismo clique aqui e veja, Voleibol clique aqui e veja, Copa Estudantil Clique aqui e veja, Campeonatos clique aqui e veja, estaduais e do projeto Novo Cidadão. Clique aqui e veja.


A Família interagindo com o projeto
Lembro-me quando da realização da festa de encerramento do balé no final do ano, as mães participavam com alegria e de forma até emocionada na preparação de suas filhas, assim como também na organização da festa junto com a professora
Era uma conquista que nem imaginávamos seu acontecimento, somente quem estava perto no dia a dia, percebia claramente como a família tinha absorvido a importância do projeto, e víamos claramente a interação família, filhos e projeto. Clique aqui e veja.


Cabo Frio na Rota Olímpica
Talvez muitos não saibam, mais a cidade de Cabo Frio conquistou o credenciamento para receber delegações olímpicas e paralímpicas durante a realização destes eventos, somente 73 cidade conseguiram ser credenciadas, clique aqui e veja.
O ginásio recebeu a visita técnica do Comitê Organizador Rio 2016, com o objetivo de ser avaliado e depois receber aprovação ou não, ao final desta avaliação técnica, teve parecer favorável e foi aprovado como equipamento para treinamento.
Em 2012 durante as Olimpíadas em Londres, a cidade de Cabo Frio foi anunciada para o mundo esportivo como cidade anfitriã para treinamentos, e até hoje ainda e divulgada mostrando os equipamentos aprovados, ginásio Aracy Machado e Vivaldo Barreto, clique aqui e veja





O Respeito
Tínhamos informações que o local ao entorno do ginásio era uma área de risco, mais até eles respeitavam, pois o ginásio tinha uma vida própria de segunda a segunda, envolvendo muitas famílias do Jardim Esperanças e seus respectivos filhos, que nunca tiveram a devida atenção.


O Final de um sonho
Depois da falta de atenção por muito tempo, hoje infelizmente encontramos o ginásio poliesportivo que leva o nome de um grande desportista, sem qualquer atenção básica na sua manutenção, com partes deterioradas pelo tempo, clique aqui e veja . Ginásio Poliesportivo V. B. um retrato do abandono Clique aqui e veja.
Sabemos da importância de manter um patrimônio público, mais algo pior aconteceu, o que dava mais alegria, felicidade, beleza, fazendo pulsar uma energia de paz, harmonia e se respirava o sublime espírito esportivo, era aquele entra e sai toda semana de crianças e adolescentes, mais de 1000 até 2012 que deixaram de ter a sua devida atenção.
Como conseqüência dessa falta de atenção toda essa beleza, alegria, felicidade e energia foram se definhando ao longo destes dois anos, culminando com o seu termino, essa falta de atividades transformou o ginásio antes vivo num espaço abandonado, que colaborou em muito para a entrada de vândalos, pessoas envolvidas com drogas e até uma família com um bebê.
Agora perguntamos o que pode ter acontecido com essas crianças e adolescentes? Clique aqui e relembre (12) a história verídica de uma criança de Cabo Frio, e seus responsáveis antes tranquilos como devem se sentir agora. Foi de fato uma perda imensurável.


Antes e depois
Agora compare as fotos desde 2010 até 2012 e como ficou após
ANTES

DEPOIS


ANTES


DEPOIS


ANTES


DEPOIS


VIVALDO BARRETO EM SEU AUGE 











Agora perguntamos o que pode ter acontecido com essas crianças e adolescentes que perderam o direito de vivenciar momentos de alegria, felicidade e de sonhar através da pratica esporte? Clique aqui e relembre (12) a história verídica de uma criança de Cabo Frio. E seus responsáveis antes tranqüilos como devem se sentir agora?

Por que as crianças e o esporte?
Fica muito difícil de entender por que as crianças e o esporte ficam sem espaço e como conseqüência pagam caro por esta atitude, os que elas e o esporte fizeram para merecer esse tratamento vejam abaixo:
Projeto Cartão Cidadão mudou o nome e foi mantido
Projeto Café do Trabalhador mudou o nome e foi mantido
Projeto Cabo Frio Futsal mudou o nome e foi mantido
Projeto Novo Cidadão mudou o nome e infelizmente nos dois anos veio definhando acabando com núcleos

Parte 03
Na parte 03 estaremos nos reportando a algumas equipes que representavam a cidade de Cabo Frio em competições estaduais, porém hoje passam por dificuldades e não conseguem o devido apoio, voltaram a ficar de pires na mão, aguardem


Ler Mais

PARA RECORDAR - PROJETO NOVO CIDADÃO ULTRAPASSA A MARCA DE 10.000 ATENDIMENTOS EM 2012



O projeto sócio esportivo Novo Cidadão que é desenvolvido pela Secretaria de esportes e lazer acaba de obter mais uma vitória, conquistando a marca de mais de 10.000 atendimentos a crianças e adolescentes neste ano de 2012.

  O Secretário de Esportes, Eliseu Pombo, explica o que representa para a cidade de Cabo Frio, e também para o estado do Rio de Janeiro, esse novo recorde alcançado pelo projeto, que é registrado no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente:

“O projeto chegou a essa marca em virtude do bom trabalho que é desenvolvido pelos profissionais nele envolvidos. Foi muito importante o apoio do prefeito Marquinho Mendes, tanto no sentido de oferecer novos equipamentos esportivos, como a construção dos ginásios poliesportivos Vivaldo Barreto, no Jardim Esperança, e João Augusto, no distrito de Tamoios e o aluguel de imóvel com uma piscina, assim como em ter dado total apoio para que o projeto se desenvolvesse e atingisse o patamar atual de sucesso e êxito.

Esta conquista serve de exemplo dado por Cabo Frio ao estado do Rio de Janeiro, mostrando que se pode investir recursos públicos em um projeto sócio esportivo e que, se ele for aplicado de maneira correta, atinge-se os seus objetivos.

O trabalho da equipe da Secretaria de Esportes, somado ao dos profissionais envolvidos, mostrou àqueles que tinham algumas restrições, que consideravam um sonho, uma utopia, que com trabalho, dedicação e no contexto de desenvolver o esporte democraticamente e como política pública é  possível chegar aonde o esporte de Cabo Frio chegou hoje, com essa marca expressiva".

O Projeto Novo Cidadão possui 48 núcleos e 52 subnúcleos distribuídos por toda a cidade de Cabo Frio, dos 140 profissionais que nele atuavam em 2011, chegou-se aos 210 profissionais, entre professores, assistente social, estagiários e apoios, atuantes em 2012, mostrando que o projeto também colaborou para a geração de renda e emprego.

O crescimento é visível e notório e o secretário fala sobre os fatores que contribuíram para esse crescimento tão grande:
“Podemos enumerar alguns dos principais fatores que propiciaram esse crescimento: organização do projeto; seu planejamento; a dedicação dos profissionais envolvidos; o desenvolvimento de novos equipamentos esportivos, que permitiram levar o projeto ao Jardim Esperança (Ginásio Vivaldo Barreto) e ao distrito de Tamoios (Ginásio João Augusto), onde também utilizamos a praia e o campo de futebol; a conquista do imóvel com uma piscina, onde foi desenvolvido o núcleo de natação, modalidade para a qual havia uma procura significativa, assim como o desenvolvimento de outras modalidades como remo, vela, ginástica olímpica, taekwondo e ginástica artística.

            Hoje, o Projeto Novo Cidadão oferece atendimento em 26 modalidades e todas elas estão ocupadas, o que mostra a versatilidade do celeiro de atletas que é a cidade de Cabo Frio. Eliseu Pombo explica que, ainda na origem do que hoje se tornou um projeto sócio esportivo, já havia sido identificada essa diversificada demanda na cidade:

"Desde 2002, ainda nas reuniões do PROESPA, já tinha sido identificado em Cabo Frio a prática de algumas modalidades sem nenhuma organização. Já havia uma orientação para que fosse feito um desenvolvimento amplo e de forma democrática e não-específico desta ou daquela modalidade. Em 2004, nós já tínhamos elaborado uma situação que direcionava desenvolver um projeto sócio-esportivo de maneira democrática.

Nós já sabíamos da demanda, da procura, o que não se tinha era um projeto. Hoje nós temos uma diversificação muito grande de modalidades e todas estão ocupadas. Algumas coisas podem colaborar mais ainda para no futuro se colocar outras modalidades dentro do projeto e, com isso, contribuir cada vez mais para a quebra de marcas tão relevantes como essa dos 10 mil atendimentos que atingimos hoje", define.

Confira a relação atualizada dos atendimentos separadamente por núcleos e modalidades clicando aqui 



Ler Mais

HISTÓRIAS E CONQUISTAS DO ESPORTE AMADOR DE CABO FRIO - FUTSAL, DA FUNDAÇÃO DA LIGA ATÉ A LIGA NACIONAL - PARTE 33

Consequências do desenvolvimento do Futsal

O processo de fomentação da modalidade teve como conseqüência duas situações positivas, a Copa de Futsal da TV Alto Litoral, a emissora poderia realizar a competição com qualquer modalidade, mais o Futsal foi escolhido justamente pelo bom trabalho da Liga Cabo-Friense de Futsal, que inicialmente foi direcionado para o município e depois estadual e regional.
Outra conseqüência foi a participação inicialmente de duas equipes de Búzios formadas por atletas de Cabo Frio, um processo normal sempre positivo, dentro do planejamento de desenvolvimento de qualquer modalidade, mostrando assim de forma bem clara que a fomentação começava a dar frutos.
Dentro do programado já durante muitos anos, este ano foi mantido a realização das competições municipais das categorias de base, infanto, juvenil e adulto. Foi realizada a 2º Copa Regional na categoria adulta e tendo como novidade a categoria de base.
Também aconteceu a participação da cidade de Cabo Frio nos JAI’S (Jogos Abertos do Interior), no Campeonato Estadual e pela primeira vez da sua realização, na Copa TV Alto Litoral


2º Copa Regional



Neste ano tivemos a realização das categorias adulta e de base, na categoria adulta participaram os municípios de Búzios, Cabo Frio e São Pedro de Aldeia, respectivamente representados pelo Búzios Beach Club/ISR, Búzios Verde, A. A. Cabo-Friense, Tamoyo E. C., G. R. Abissínia e G. R. Gaivota.
No jogo final desta competição tivemos o confronto entre as equipes do Tamoyo E. C. e Búzios Verde, partida esta vencida pelo Búzios Verde sagrando-se assim o campeão deste ano, cabe ressaltar que a equipe do Búzios Verde tinha em seu plantel alguns atletas de Cabo Frio, Ayala, Bandeira, Fabinho e Leandro entre outros
Na categoria de base ( pré mirim, mirim e infantil ) competição realizada pela primeira vez, participaram A. A. Cabo-Friense, Instituto Santa Rosa, Sagrado Coração de Jesus, Tamoyo E. C. e Tênis Clube Macaé, ao final tivemos os seguintes resultados:
Tênis Clube Macaé   campeão na categoria pré mirim
campeão na categoria mirim, até o fechamento desta matéria não obtivemos essa informação.
A. A. Cabo-friense     campeão na categoria infantil.


Equipe Infantil A. A. C.
em pé e/d Lucas Trindade, Rafael Tardelli, Alfredo Barreto, Diogo Cavalcanti, Montanha, Achilles, Rico (treinador) e Ivan (supervisor)
agachados e/d Pedro Breves, Fabrício Rola, Júlio, Gustavo, Leonam, (?) e Thiago Vidal

Campeonato Municipal Adulto
A novidade neste ano foi a participação do Búzios Beach Club/ISR, formada também com atletas de Cabo Frio entre eles Café, Everaldo, Maguinho,Digo, Luciano, Totonho Diniz, Serginho Azevedo, completavam o elenco atletas de Búzios Lenilson (pai de André), Carlinhos Marins, Dalcris e Igor, e o treinador Flávio Rebel.
Neste ano foi realizada uma parceria envolvendo dois clubes o Progresso F. C. com o G. R. Gaivota, tentando assim reforçar tanto o elenco como a estrutura, além do G. R. Gaivota/Progresso e do Búzios Beach Club/ISR também participaram União F. C./Trapu’s, A. A. Cabo-Friense, Tufão F. C. e o Tamoyo E. C.
Houve durante toda competição um nível técnico elevado, com jogos que chegaram a emocionar o público que compareceu e foi brindado com bons espetáculos. Ao final da competição se classificaram as equipes da A. A. Cabo-Friense e União F. C./Trapu’s para realizarem a grande final, depois de três jogos e uma prorrogação a equipe da A. A. Cabo-Friense sagrou-se campeã





















 
                                                            Juarez Lopes presidente da Liga

                                                                   A. A. Cabo-friense
em pé e/d Minguinho(massagista), Robinson, Hilton, Rafael Antunes, Paul,Sandro Tardeli, Aritana, Ivan e Eliseu Pombo(treinador)
agachados e/d  Rico, Geraldinho, Flavinho, Carapicu, Digo, Gugu e Weverton
na frente Tati ( in memoriam), 

União/Trapu's
em pé e/d Sandro(supervisor), Kiko Jorge, Jose Ricardo, Guilherme, Barão, Vladimir e Adilson (patrocinador)
agachados e/d Gardel, Leandro, Totonho, (?) e Mico


JAI’S ( Jogos Abertos do Interior)
Esta competição foi marcada pelo confronto das seleções de Cabo Frio e de Búzios esta formada justamente por atletas oriundos da seleção de Cabo Frio, durante a fase classificatória as duas seleções venceram seus confrontos e classificaram-se para decidir quem seria o campeão da fase regional.
Em jogo emocionante que terminou empatado em 6x6 no tempo normal, exigindo assim uma prorrogação, a seleção de Cabo Frio derrotou Búzios pelo placar de 2x0, vencendo assim a fase regional, mais na fase seguinte ao enfrentar a equipe da AABB de Niterói em sua casa, foi derrotada deixando de classificar-se para a fase final



Campeonato Estadual







A equipe da A. A. Cabo-friense foi quem representou a cidade  de Cabo Frio no estadual, porém mais uma equipe da região também participou da competição o Búzios Beach Club representando a cidade de Búzios.
Ao ser sorteado a formação das chaves a equipe de Búzios ficou na chave com o Iate Clube J. Guanabara, que contava com um elenco muito forte tendo jogadores como Vander Carioca, Euller, Serginho (goleiro), Sandrinho (principal jogador do Brasil na época) e  hoje o famoso Falcão.
O jogo de abertura foi realizado entre as equipes do C. R. Flamengo e A. A. Cabo-friense com direito a transmissão pela SPORTV, as duas equipes da região não conseguiram passar para outra fase. Nessa sexta-feira 27/03 estaremos postando o filme desta partida de abertura do campeonato.
AAC e Flamengo


                                                           Eliseu Pombo, Técnico da AAC

Copa TV Alto Litoral
Realizado pela primeira vez a Copa de Futsal TV Alto Litoral envolveu municípios do norte fluminense e região dos Lagos, a mídia era muito forte e conseguia atrair um bom público aos ginásios, o que deixava a desejar era o tempo de jogo vinte minutos corrido.
Lembro que ainda tentamos convencer a coordenação para que fosse alterado, mais fomos vencidos pelo argumento, de muitos municípios estarem participando, e a grade da rede Globo não deixava margem para realizar partidas com o tempo normal conforme a regra do futsal.
A cidade de Cabo Frio foi representada por duas seleções sendo uma de Cabo Frio e outra do distrito de Tamoios, veja como era forte o futsal de Cabo Frio, que conseguia ceder atletas para formar até três seleções a de Cabo Frio, Distrito de Tamoios e de Búzios
As seleções de Casemiro de Abreu e Búzios decidiram o 3º e 4º lugar, na preliminar do jogo decisivo entre as seleções de Campos e Arraial do Cabo, nesta partida final tivemos o prazer de contar com a presença do arbitro número 1 do Brasil,  o Sr. Daniel Pomeroy, que com sua presença abrilhantou e deu segurança ao espetáculo,  ao final das partidas tivemos o seguinte resultado: Arraial do Cabo campeão, Campos vice, Búzios 3º lugar e Casemiro de Abreu 4º lugar













                                     


decisão 3º e 4º Casemiro de Abreu e Búzios

Jogo Arraial do Cabo e Búzios
Jogo final entre Campos e Arraial do Cabo



Campeonato Infanto e Juvenil
Participaram na categoria infanto Búzios Beach Club/ISR, G. R. Gaivota, A. A. Cabo-friense e Tamoyo E. C., nesta categoria a equipe do ............................... foi campeã,
Na categoria juvenil participaram Colégio Simetria, A. A. Cabo-friense, G. R. Abissínia, Tufão F. C., G. R. Gaivota, União F. C., Búzios Beach Club/ISR e Tamoyo E. C., no  jogo final tivemos o confronto entre as equipes do Tamoyo E. C. e A. A. Cabo-friense, o resultado final foi um empate de 2x2, mais pelo regulamento da competição o empate beneficiava o Tamoyo, sendo assim o campeão deste ano.


Campeonato de Base
Essa competição era comparada como a raiz da arvore chamada futsal, entendíamos que a continuidade do desenvolvimento da modalidade, estava justamente nesta categoria.
Na foto da equipe infantil do Instituto Santa Rosa, veremos o atleta Bruno Regufe que desde a base já se destaca pela sua qualidade no cenário da modalidade, neste ano jogando na posição de pivô em sete jogos fez 32 gols, sendo inclusive o artilheiro da competição.
Nesta competição além do Instituto Santa Rosa participaram também União F. C., Progresso F. C., Tamoyo E. C., Sagrado Coração de Jesus, G. R. Gaivota e A. A. Cabo-friense, ao final da competição tivemos o seguinte:
campeão pré mirim: Instituto Santa Rosa
campeão mirim: A.A.Cabofriense
campeão infantil: A.A. Cabofriense


       agachados e/d temos Dodo(segundo), André do Atlético Mineiro(terceiro) e Rodriguinho da ADDP(quarto)



Equipe Infantil do Santa Rosa
em pé e/d David Assad, Tindão da Gamboa, Lúcio, (?), (?), Breno e Flávio Rebel
agachados e/d Fernando Dusi, (?), Tiguinho, Regufe, Nenem, Vinicius

Como sempre agradecemos aos nossos colaboradores Prof. Rico, Prof. Chico, Sr. Bruno Regufe, Sr. Weverton, Sr. Luiz Antônio (Totonho), Sr. Moacir Cabral e Sr. Rodrigo do Jornal Folha dos Lagos e ao nosso amigo oculto, não esqueça você também pode participar enviando fotos e informações para esportescabofrio@gmail.com

Ler Mais