UMA CONQUISTA JOGADA FORA PELO ATUAL GESTÃO

UMA CONQUISTA JOGADA FORA PELO ATUAL GESTÃO
Em 2012 durante as Olimpíadas em Londres, a cidade de Cabo Frio foi anunciada para o mundo esportivo como cidade anfitriã para treinamentos...

QUAIS DELEGAÇÕES OLÍMPICAS E PARAOLÍMPICAS A CIDADE DE CABO FRIO RECEBERÁ? FALTAM 184 DIAS







Depois da Copa do Mundo de futebol, agora nossas atenções estão voltadas para as Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2016, diferente da Copa do Mundo onde tivemos várias cidades sede, agora esse mega evento esportivo será realizado somente no Estado do Rio de Janeiro
Imaginem o volume de recursos financeiros que as cidades pré- selecionadas terão na área de turismo, envolvendo diretamente a rede hoteleira, restaurantes, o comercio e outras atividades pertinentes com a chegada das delegações.
Somente 77 cidades conseguiram ser credencias para receber as delegações entre elas está à cidade de Cabo Frio, uma conquista histórica para a sociedade cabo-friense, principalmente na área do turismo.  Desde as olimpíadas e paraolimpíadas de 2012 a cidade de Cabo Frio é divulgada para todo o mundo NO SITE DO RIO 2016 CLIQUE AQUI
Cabo Frio criou o Programa Cabo Frio na Rota Olímpica através da Lei 2389/2011, tendo como objetivo que o comitê gestor deste programa começa-se a manter contato com os Países para trazê-los a Cabo Frio, sem qualquer ônus par a cidade.
Justamente neste momento de crise, ganhou importância trazer essas delegações para a nossa cidade.


Complexo Esportivo Aracy Machado
Ginásio Poliesportivo Vivaldo Barreto
Ginásio Poliesportivo Vivaldo Barreto

 Fotos: Site Rio 2016
Leia Mais

COLUNA OPINIÃO: "DO SONHO REALIZADO AO PESADELO"

Durante muitos anos (2006 a 2012) várias crianças e adolescentes viram seus sonhos serem realizados, quando viveram a experiência de participar de um projeto sócio esportivo, denominado Novo Cidadão, assista ao vídeo e veja como era.
 

Projeto registrado no CMDCA (Conselho Municipal de Direitos da Criança e Adolescente) e que atendia de forma democrática oferecendo atividades em várias modalidades esportivas, tendo em sua estrutura, centenas de profissionais qualificados, gerando renda e emprego, em 2012 chegou a atender mais de 10.000, clique aqui e vejam
Preenchia o espaço ocioso no contra turno da escola colaborando assim para o desenvolvimento da escola em tempo integral, e

Núcleo Maria Joaquina
também ajudava na transferência de renda da família quando ela deixava de pagar de R$ 50,00 a R$ 100,00 para fazer atividade esportiva, pois o projeto era grátis, este mesmo recurso ficava para a família usá-lo em benefício próprio.
Era nítido na fisionomia das crianças que participavam a alegria e felicidade que chegava a contagiar todos que ficavam observando sua chegada nos núcleos, à integração já tinha atingido inclusive a família que acompanhava também de forma alegre seus filhos.
Núcleo Vivaldo Barreto

Infelizmente nos anos seguintes 2013 em diante, todo esse processo desenvolvido durante os anos acima relatado, que foi uma conquista da sociedade cabo-friense, principalmente das crianças e adolescentes, não teve sua continuidade o projeto ficou sem apoio do atual governo, e com o passar do tempo foi minguando acabando assim com muitos núcleos e modalidades esportivas que faziam parte do projeto Essa atitude negativa trouxe uma grande preocupação por parte das crianças e de suas famílias, já em meados de 2013 chamávamos a atenção através de matéria com o título “Para onde estão indo nossas crianças” clique aqui e vejam.

Núcleo Maria Joaquina
Ao tirarem de nossas crianças e adolescentes a oportunidade de participar deste projeto (direitos delas conforme o artigo 4° do Estatuto da Criança e Adolescente), elas voltaram a ter um espaço ocioso, ficaram tristes, desamparados, gerando assim uma baixa estima o que normalmente se transforma numa depressão, esse processo negativo transformou um sonho que foi realizado trazendo alegria, felicidade e alta estima, em PESADELO.

Com o passar do tempo algumas pessoas esquecem-se do seu compromisso mais importante assista ao vídeo.

Ler Mais

HISTÓRIAS E CONQUISTAS: FUTSAL - TODAS AS PARTES E TODOS OS JOGOS AQUI



Segue abaixo os links para todas as partes do Histórias e Conquistas do Futsal de Cabo Frio - Da Fundação da Liga Até a Liga Nacional e para assistir a TODOS os JOGOS publicados aqui. 


TODAS AS MATÉRIAS, Basta clicar na parte que deseja. 

PARTE 40

PARTE 39  PARTE 38  PARTE 37  PARTE 36  PARTE 35  PARTE 34  PARTE 33 PARTE 32

PARTE 31  PARTE 30  PARTE 29  PARTE 28  PARTE 27 PARTE 26 PARTE 25  PARTE 24

PARTE 23  PARTE 22 PARTE 21  PARTE 20 PARTE 19   PARTE 18 PARTE 17  PARTE 16

PARTE 15  PARTE 14  PARTE 13  PARTE 12  PARTE 11  PARTE 10  PARTE 9 PARTE 8

PARTE 7  PARTE 6 PARTE 5 PARTE 4 PARTE 3 PARTE 2 PARTE 1


PARA ESCOLHER QUAL JOGO DESEJA ASSISTIR CLIQUE AQUI 


Ler Mais

ASSISTA A FINAL DO CAMPEONATO DE FUTSAL SUB-15 ENTRE A. A. CABOFRIENSE E TAMOYO E. C.


Assista o jogo da final do campeonato de futsal de 2006 da categoria sub-15 entre A.A. C. e Tamoyo E. C.





Ler Mais

CABO FRIO FUTSAL/CR VASCO DA GAMA X MALWEE


ASSISTA AO JOGO DA LIGA NACIONAL DE 2006, CABO FRIO FUTSAL/CR VASCO DA GAMA X MALWEE

JOGO COMPLETO



Ler Mais

ASSISTA AO JOGO, CABO FRIO FUTSAL/CR VASCO DA GAMA X BANESPA




Assista ao jogo da Liga Nacional de Futsal de 2006 , Cabo Frio Futsal/CR Vasco da Gama X Banespa


ASSISTA AO JOGO

Ler Mais

PARA RECORDAR (DE 2009 a 2012 ) O ESPORTE DE CABO FRIO CONQUISTA UMA POLÍTICA PÚBLICA ASSISTA O VÍDEO

O vídeo trás o resumo de todas as atividades desenvolvidas pela Secretaria de Esporte e Lazer. Desde 2009 até 2012. Para Assistir o vídeo clique no vídeo








Ler Mais

PARA RECORDAR - PROJETO NOVO CIDADÃO ULTRAPASSA A MARCA DE 10.000 ATENDIMENTOS EM 2012



O projeto sócio esportivo Novo Cidadão que é desenvolvido pela Secretaria de esportes e lazer acaba de obter mais uma vitória, conquistando a marca de mais de 10.000 atendimentos a crianças e adolescentes neste ano de 2012.

  O Secretário de Esportes, Eliseu Pombo, explica o que representa para a cidade de Cabo Frio, e também para o estado do Rio de Janeiro, esse novo recorde alcançado pelo projeto, que é registrado no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente:

“O projeto chegou a essa marca em virtude do bom trabalho que é desenvolvido pelos profissionais nele envolvidos. Foi muito importante o apoio do prefeito Marquinho Mendes, tanto no sentido de oferecer novos equipamentos esportivos, como a construção dos ginásios poliesportivos Vivaldo Barreto, no Jardim Esperança, e João Augusto, no distrito de Tamoios e o aluguel de imóvel com uma piscina, assim como em ter dado total apoio para que o projeto se desenvolvesse e atingisse o patamar atual de sucesso e êxito.

Esta conquista serve de exemplo dado por Cabo Frio ao estado do Rio de Janeiro, mostrando que se pode investir recursos públicos em um projeto sócio esportivo e que, se ele for aplicado de maneira correta, atinge-se os seus objetivos.

O trabalho da equipe da Secretaria de Esportes, somado ao dos profissionais envolvidos, mostrou àqueles que tinham algumas restrições, que consideravam um sonho, uma utopia, que com trabalho, dedicação e no contexto de desenvolver o esporte democraticamente e como política pública é  possível chegar aonde o esporte de Cabo Frio chegou hoje, com essa marca expressiva".

O Projeto Novo Cidadão possui 48 núcleos e 52 subnúcleos distribuídos por toda a cidade de Cabo Frio, dos 140 profissionais que nele atuavam em 2011, chegou-se aos 210 profissionais, entre professores, assistente social, estagiários e apoios, atuantes em 2012, mostrando que o projeto também colaborou para a geração de renda e emprego.

O crescimento é visível e notório e o secretário fala sobre os fatores que contribuíram para esse crescimento tão grande:
“Podemos enumerar alguns dos principais fatores que propiciaram esse crescimento: organização do projeto; seu planejamento; a dedicação dos profissionais envolvidos; o desenvolvimento de novos equipamentos esportivos, que permitiram levar o projeto ao Jardim Esperança (Ginásio Vivaldo Barreto) e ao distrito de Tamoios (Ginásio João Augusto), onde também utilizamos a praia e o campo de futebol; a conquista do imóvel com uma piscina, onde foi desenvolvido o núcleo de natação, modalidade para a qual havia uma procura significativa, assim como o desenvolvimento de outras modalidades como remo, vela, ginástica olímpica, taekwondo e ginástica artística.

            Hoje, o Projeto Novo Cidadão oferece atendimento em 26 modalidades e todas elas estão ocupadas, o que mostra a versatilidade do celeiro de atletas que é a cidade de Cabo Frio. Eliseu Pombo explica que, ainda na origem do que hoje se tornou um projeto sócio esportivo, já havia sido identificada essa diversificada demanda na cidade:

"Desde 2002, ainda nas reuniões do PROESPA, já tinha sido identificado em Cabo Frio a prática de algumas modalidades sem nenhuma organização. Já havia uma orientação para que fosse feito um desenvolvimento amplo e de forma democrática e não-específico desta ou daquela modalidade. Em 2004, nós já tínhamos elaborado uma situação que direcionava desenvolver um projeto sócio-esportivo de maneira democrática.

Nós já sabíamos da demanda, da procura, o que não se tinha era um projeto. Hoje nós temos uma diversificação muito grande de modalidades e todas estão ocupadas. Algumas coisas podem colaborar mais ainda para no futuro se colocar outras modalidades dentro do projeto e, com isso, contribuir cada vez mais para a quebra de marcas tão relevantes como essa dos 10 mil atendimentos que atingimos hoje", define.

Confira a relação atualizada dos atendimentos separadamente por núcleos e modalidades clicando aqui 



Ler Mais

COLUNA OPINIÃO: PLANTAR E COLHER

Pessoas ao plantar uma arvore podem ter como objetivo, que todos possam colher os seus frutos, admirar suas flores e beneficiar-se de sua sombra.

Mais durante esse tempo entre o plantar e colher vai sempre existir, a responsabilidade daqueles que plantaram de cuidar desta arvore


E mesmo depois quando é só tempo de colher vai continuar existindo, a responsabilidade daqueles que plantaram de cuidar desta arvore


Por quê nenhuma arvore cresce ou dá frutos sem passar por diversos problemas.


Alguns podem colher para si, ou seja, usam a arvore para proveito próprio sem a responsabilidade de cuidar desta arvore. Alguns podem simplesmente não colher e esquecer da responsabilidade de cuidar desta arvore.


Nas duas situações esses problemas vão contribuir de forma contundente, para que a arvore entre em processo de declínio no seu desenvolvimento, podendo chegar na fase terminal.


Esta arvore pode simbolicamente representar, uma modalidade esportiva, Federação, Liga, projeto esportivo, projeto sócio esportivo e outros.


“A vida e a morte, o bem e o mal estão diante do homem o que ele escolher, isso lhe será dado, porque é grande a sabedoria de DEUS. Forte e poderoso, ele vê sem cessar 

todos os homens”. Eclesiástico 15, 17/19

Eliseu Pombo CREF 13376-P

Sub secretário de Esportes de Cabo Frio(2005), Secretário da Criança e Adolescente(2005/08), Presidente do Conselho da Criança e Adolescente(2005/08), Superintendente, Coordenador do Esporte(2009/10), Secretário de Esportes de Cabo Frio(2010/2012), 
Presidente do Conselho de Esportes de Cabo Frio(2010/2012)



Ler Mais

O RETROCESSO DO ESPORTE DE CABO FRIO E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARTE 5: ARTES MARCIAIS

Parte 05

Artes Marciais




Dando seqüência ao relato do retrocesso do esporte de Cabo Frio nos últimos dois anos, aliais dois anos e quatro meses, e as conseqüências que ficaram, estaremos nesta parte nos reportando as Artes Marciais


Objetivos
Aqui aconteceu um trabalho que muitos duvidavam primeiro unir todas as forças das artes marciais, depois realizar seletivas para formar as seleções de cada modalidade e por último dar apoio a estas seleções para competirem a nível estadual.


União
A primeira etapa que consistia em unir as forças, só foi possível pelo bom trabalho do Sensei Marcelo Cerqueira, na época diretor de esportes responsável pelas artes marciais, pessoa abnegada um dos baluartes das artes marciais em Cabo Frio, tendo bastante prestígio e credibilidade no meio.


Seletivas (Campeonato Municipal)
Vencido a primeira etapa, começaram as reuniões no sentido de organizar e planejar as seletivas, onde todas as academias teriam oportunidade de participar e também colocar seus atletas na seleção.
Judô   clique aqui
Karate/ Muay Thai clique aqui
Jiu jitsu clique aqui
Taekwondo   clique aqui


Reflexo nas Academias
Um fato importante chamou atenção, vimos claramente que as seletivas estavam contribuíam também, para ajudar as academias que participavam das seletivas, na conquista de mais atletas.
Isso aconteceu por que o atleta não quer ficar na academia somente treinando, mais sim também participar de competições municipais (seletivas) e ainda com a expectativa de entrar na seleção de sua cidade.


As equipes
Depois de vencidas todas as etapas, cada modalidade formou a sua equipe através da seletiva e começaram então a competir no âmbito estadual, sempre guardando as diretrizes traçadas, ou seja, primeiro se filiavam as suas respectivas Federações devidamente reconhecidas pela suas Confederações, através da Liga Cabo-friense de Desporto


Liga Cabo-friense de Desporto
Cabe ressaltar mais uma vez a importância da Liga neste processo, as modalidades das artes marciais não estavam devidamente organizadas, o que dificultava se filiar as Federações, mais através da Liga esse problema ficava resolvido.


O apoio
A prefeitura de Cabo Frio através da Secretaria de Esportes viabilizava para a equipe competir quimonos, transporte, lanche pela manhã e tarde e o almoço, alem de disponibilizar espaço para as equipes treinarem.
Judô clique aqui
Karatê clique aqui
Jiu jitsu clique aqui
Muai Thay clique aqui
Taekwondo clique aqui


Competições em Cabo Frio
A repercussão do trabalho foi tão boa que algumas modalidades conseguiram trazer para Cabo Frio etapas de competições estaduais, que acabaram contribuindo para hotelaria e restaurantes da cidade.
Judô 10 clique aqui
Karate clique aqui
Muai thay clique aqui
Taekwondo clique aqui


O Legado
A partir deste momento, quando todos se uniram, organizaram e planejaram suas atividades e ainda tiveram o apoio necessário pela Prefeitura, foi plantada uma semente, colaborando para que as artes marciais começasse a trilhar um caminho de desenvolvimento, respeito e atenção


O retrocesso
Hoje toda essa estrutura não existe mais, foram anos de trabalho principalmente dos atletas e treinadores envolvidos nas seletivas, treinamentos e participando em competições estaduais, que foram deixados para traz.


A conseqüência
Essas modalidades que perderam esse apoio da prefeitura estão de pires na mão, tentando participar de competições, até cofrinho (idéia inovadora) estão distribuindo na cidade com objetivo de obter recursos financeiros.
Se somarmos os atletas de todas as modalidades das artes marciais, que participaram das seletivas formando assim suas respectivas equipes, chegaremos a um total aproximado de mais de trezentos, que deixaram de ter o direito de praticar a sua modalidade e também de representar sua cidade em competições estaduais de forma digna, como reflexão leiam coluna opinião com o título “Plantar e Colher”
Na parte 6 estaremos evidenciando o retrocesso da modalidade de futebol de campo dentro do projeto sócio esportivo, assim como o término da sede e da Liga Cabo-friense de Desporto



Ler Mais

CABO FRIO FUTSAL X CHAPECOENSE


Assista ao jogo entre Cabo Frio Futsal x Chapecoense pela Liga Nacional de Futsal de 2006

 ASSISTA AO JOGO
Ler Mais

HISTÓRIAS E CONQUISTAS DO ESPORTE AMADOR DE CABO FRIO - FUTSAL, DA FUNDAÇÃO DA LIGA ATÉ A LIGA NACIONAL - PARTE 40

“Da fundação da Liga até a Liga Nacional”
Parte 40




Em 2006 justamente quando a Liga Cabo-Friense de Futsal comemorava seus vinte anos de fundação, o desenvolvimento do Futsal atingiu a quarta etapa e o seu ápice, quando consegue formalizar uma parceria do Cabo Frio Futsal com C. R. Vasco da Gama, para disputar a Liga Nacional de Futsal, considerado o campeonato brasileiro do Futsal.

Projeto Cabo Frio Futsal

Foi uma longa caminhada do projeto desenvolvido pela Liga Cabo-Friense de Futsal desde 2000 quando criou o Cabo Frio Futsal, mais chegou o tempo do projeto conquistar várias vitórias.

2003

Essa conquista da parceria começa lá pelos meados de 2003 quando o prof. Marco Bruno e o Sr. Eliseu Pombo começam a manter contato sobre trazer algumas equipes de renome, para realizar amistosos ou participar de aberturas de algumas competições.

2004

Em 2004 o prof. Marco Bruno assinala com objetivo de viabilizar a participação de Cabo Frio na Liga Nacional, naquele momento em que vivíamos um processo eleitoral, fiz ver a ele que seria difícil qualquer conversa nesse sentido.

2005

Em 2005 mais precisamente no segundo semestre voltamos a conversar sobre o assunto, coloquei que primeiro teria que levar a proposta ao secretário Sr. José Ricardo e ao prefeito Sr. Marquinho Mendes, depois deste procedimento voltaria a manter contato. Ao obter uma posição positiva do prefeito Marquinho Mendes que sempre foi um salonista, foi dado o pontapé inicial para a parceria e de mais uma conquista do futsal, que culminaria com a evolução da modalidade para outro patamar.

Objetivos

Agora todas as dúvidas seriam tiradas com relação algumas afirmações pertinentes aos atletas de Cabo Frio, entre elas a certeza que quando os nossos jogadores tivessem condições de treinamentos em dois tempos, com uma boa estrutura envolvendo (supervisor de quadra, treinador bem qualificado, preparador físico de renome no cenário nacional, treinador de goleiro, fisioterapeutas) eles iriam se aperfeiçoar melhorando assim sua condição física, técnica e tática, e como conseqüência seu rendimento individua, proporcionando uma evolução que daria condições de obter algumas conquistas, como veremos mais a frente. Esse era na realidade o primeiro objetivo a ser conquistado
Outro objetivo a ser conquistado seria trazer para perto desta estrutura pessoa militantes no futsal de Cabo Frio, sejam atletas, profissionais de educação física, treinadores, preparadores físicos para que pudessem aprender e ter uma melhor qualificação e quem sabe futuramente fazer parte desta estrutura.
E claro outro objetivo que não poderia faltar o planejamento para desenvolver as categorias mais abaixo como sub-15, sub-17 e sub-20, importante para a continuidade do projeto em longo prazo.

Conquistas

O tempo foi passando as competições foram realizadas, campeonato carioca, liga nacional e campeonato estadual envolvendo equipes de base sub-15, sub-17, sub-20 e adulto, não conquistamos títulos neste ano, mais conquistamos os resultados positivos, atingindo os objetivos que foram traçados com relação à qualificação dos nossos atletas, daqueles que já participavam no futsal de Cabo Frio seja qual fosse a sua função e também do desenvolvimento de outras categorias. Digamos que a semente do desenvolvimento do futsal para um nível mais elevado foi plantada.
Depois desta conquista no ano de 2006, em cima desta experiência e do aprendizado adquirido, foi montada uma estrutura que proporcionou pela primeira vez a cidade de Cabo Frio conquistar um título de campeão Carioca de 2007, o título de campeão Carioca de 2008, vice campeão Estadual de 2008 e vice campeão Estadual de 2009, participou da Liga Nacional de 2008 mais não conseguiu se classificar para a fase seguinte.

Uma semente

Essa semente que foi plantada da modalidade denominada futebol de salão desde os anos 60 inicialmente, e depois mudou seu nome para futsal, onde com o passar do tempo teve vários personagens envolvidos os quais todos tiveram a sua importância indiferente, do ponto de vista, das vaidades, dos confrontos, da rivalidade sadia pertinente as competições, todos fizeram parte de uma grande história do esporte da cidade de  Cabo Frio, que comemora este ano 400 anos de sua fundação.

Liga Cabo-Friense de Futsal

Mesmo com essa novidade a liga iniciou os procedimentos para a realização as competições que sempre foram desenvolvidas durante todo esse período.



Liga Nacional em 2006

Após a confirmação da participação na Liga Nacional, começou então a serem desenvolvidas algumas ações necessárias a montagem de uma estrutura, para formar o elenco e atendê-lo em suas necessidades de alimentação, residência, treinamentos e viagens.




















O Elenco

Ao final da realização de várias reuniões ficou definido que todos os atletas que já participavam do Cabo Frio Futsal em 2005 teriam que participar deste elenco salvo situações particulares, por exemplo, o Fabinho e o Marquinho eram excelentes atletas, mais tínhamos a responsabilidade de não tira-los do seu emprego sem ter a certeza de um futuro seguro, não podíamos correr esse risco. O Careca não podia treinar dois tempos e o Maguinho até iniciou os treinamentos mais depois não conseguiu dar continuidade.
Mais não tínhamos como disputar uma competição de alto nível sem trazer atletas experimentados e com qualidade, assim foi definido a entrada de vários atletas dentro deste padrão. A comissão técnica ficou assim formada, Marco Bruno (treinador), Prof. Verdine (Preparador Físico), Banana (treinador de goleiro), Rafael Beranger(fisioterapeuta), Prof. Marcão (Preparador Físico), Magela (Massagista), Minguinho (Roupeiro),Valcir (roupeiro), Rodrigo Barreto (auxiliar), Richard (supervisor da casa do atleta). Os atletas foram os seguintes: Roni, Breno, Rodriguinho, Vinicius, Junior, Michel, Leo Bonfim, Higuita, Piu, Bartolo, Rodrigo Xavier, Bruno Ciro, Bruno Regufe, Digo, Fabrício, Welington, Binho, Bandeira, Rafael Antunes, Marcelinho, Maguinho, Rafael (linguinha) e Gugu.
O assessor de imprensa do Cabo Frio Futsal/CRVG foi o Sr. Anderson mais conhecido como mangueira, aqui cabe ressaltar também a importância do programa “SUPERSPORT” comandado pelo Walber, Carlos Magno (Maguinho) e Marco Antônio que em muito colaboraram na divulgação desta participação do Cabo Frio Futsal/CRVG na Liga Nacional de Futsal.
Além de toda estrutura para treinamentos e jogos foi desenvolvida a casa do atleta que acomodava principalmente alguns atletas e pessoas da comissão técnica, tanto de fora como de Cabo Frio. Cabe salientar que neste ano também começamos a formação da equipe na categoria sub-20, esse desenvolvimento acompanhava o planejamento do projeto Cabo Frio Futsal preocupado na formação de uma base, que futuramente iria abastecer a equipe adulta. Nesta equipe tínhamos alguns atletas como: Davizinho, Alfredinho, Artur, Rodriguinho que já participam na categoria adulta.
Com o elenco e a comissão técnica já formada deu-se início aos preparativos tanto de treinamentos assim como na realização de alguns amistosos que tinham como objetivo observar o desenvolvimento técnico, tático e físico de cada atleta.
Depois de algum tempo aconteceram alguns cortes que todos entenderam as circunstancias, mais quando mais cortes aconteceriam entre os atletas de Cabo Frio tive que intervir, lembrando que o objetivo principal era dar condições dos atletas de Cabo Frio vivenciarem essa nova etapa de evolução do futsal,  posição essa que também foi entendida por todos.



A participação

A equipe do Cabo Frio Futsal/CRVG estreou jogando fora de casa contra a equipe do São Paulo, jogo este transmitido pela SPORTV, neste jogo a equipe conquistou um empate pelo placar de 1x1 com gol do Fabrício, Quando mandava seus jogos em casa a torcida comparecia em massa sempre apoiando e incentivando, equipes de expressão nacional vieram a Cabo Frio e ficavam surpresos com o ginásio.
Mais alguns meses depois em virtude de alguns problemas extra quadra, o prof. Marco Bruno teve que se afastar da equipe, e por solicitação do secretário o Sr. Eliseu Pombo assumiu a equipe durante o período de Junho até Julho quando faltavam cinco jogos a cumprir, até a contratação de outro técnico. O primeiro compromisso em casa era uma pedreira a Malwee do jogador Falcão, apesar da derrota por 4x2 até que fizemos um jogo equilibrado e em vários momentos tivemos o domínio da partida, logo em seguida o compromisso era fora de casa contra a Unisul, chegamos com vários problemas inclusive no limite de jogadores que poderia usar em contrapartida a Unisul dependia deste resultado para assegurar sua classificação, mais não conseguiu se classificar, pois o Cabo Frio Futsal/CRVG venceu pelo placar de 4x1, essa foi a primeira e única vitória da equipe quando jogando fora de casa. Nos outros jogos seguintes a equipe já desgastada foi derrotada nos seus últimos compromissos fechando sua classificação em 17º lugar.


e/d Digo, Rodrigo Xavier, Roni, Fabrício,Bruno Rgufe e Junior

Equipe SUPER SPORT Walber, Maguinho e Marco Antônio


 em pé Prof. Verdine, Higuita, Roni, Michel, Breno, Banana, Prof. Marco Bruno, Rafael,Minguinho
            agachados e/d Binho, Digo, Bruno Regufe, Rodrigo Xavier, Welington, Fabrício e Piu

e/d Bruno Regufe, Rodrigo Xavier, Welington

de trente e/d Bruno Ciro, Gugu, Michel, Bruno Regufe e Léo Bonfim, de costa e/d Eliseu Pombo, Welington, Binho e Junior

Ferrete do Malwee e Walber Liga Nacional 2006



Walber e Totonho na transmissão dos Jogos






Campeonato Carioca Adulto

Com uma estrutura bem melhor e com elenco mais qualificado o Cabo Frio Futsal/ C.R.V.G. teve uma excelente participação no campeonato enfrentando fortes adversários como o Petrópolis e a equipe do Macaé, inclusive obtendo vitórias sobre ambos. Com os bons resultados conseguiu se classificar para a fase semifinal, mais não conseguiu passar para a fase seguinte













Campeonato Estadual Adulto

Em virtude de assuntos fora de quadra, o prof. Marco Bruno teve que se ausentar da comissão técnica, assumindo assim o Sr. Eliseu Pombo até que fosse contratado um novo treinador, fato este que aconteceu com a chegada do prof. Sávio Badini que tinha sido campeão por várias vezes pelo Macaé Sports.
O Cabo Frio Futsal conseguia manter as mesmas atuações quando disputou o campeonato carioca, chegando a ficar em segundo lugar com um ponto atrás do primeiro colocado o Petrópolis na virada do turno para o returno, e tinha a vantagem de fazer quatro jogos em casa no returno.
Porém um fato fora de quadra quando do jogo entre Cabo Frio Futsal e ADDP, gerou uma punição da federação ao Cabo Frio Futsal, com a perda de vários mando de quadra, acabou tirando à vantagem construída no turno e como conseqüência a equipe não conseguiu passar para a fase final.















Campeonato Estadual sub-15, sub-17 e sub-20

A participação do Cabo Frio Futsal na Liga Nacional surtiu efeito imediato também nas categorias de base, motivando o desenvolvimento das equipes 15/17/20 e sua participação no campeonato estadual.
Em virtude de o Cabo Frio Futsal ter realizado uma parceria com o C. R. Vasco da Gama na Liga Nacional, houve uma necessidade destas equipes disputarem a competição com o nome de Centro Esportivo Cabo Frio.
Mesmo sendo o primeiro ano que disputavam uma competição estadual realizada pela federação, as equipes do sub-17 e sub-20 tiveram uma boa participação chegando inclusive a fase de quartas de final.












Conquistas depois deste momento

Como ressaltamos no início desta história aquela conquista gerou um novo momento para o futsal de Cabo Frio. Em 2007 fomos campeão do Carioca, em 2008 bicampeões Carioca, voltou a participar da Liga Nacional em 2008, vice-campeão Estadual em 2008.
Em 2009 já desfrutando do desenvolvimento desde 2006 das categorias sub-15, sub-17 e sub-20, o Cabo Frio Futsal formou uma equipe mesclando essa juventude com a experiência, chegou à final do campeonato estadual mais ficou com o vice campeonato na categoria adulto e em 2012 passou para a fase semifinal mais ficou em 4° lugar.
Não podemos esquecer-nos das categorias de base que mesmo sem conquistar título, conseguimos ser vitoriosos ao conquistar o objetivo de plantar uma semente para no futuro colher esses frutos, que vão alimentar as equipes das categorias acima respectivamente. A manutenção deste investimento nessas categorias garante o futuro das categorias acima















Professor Sávio Badini

Peça importante na continuidade do projeto Cabo Frio Futsal e no desenvolvimento do Futsal de Cabo Frio. Quando da saída do professor Marco Bruno ainda durante a competição da Liga Nacional, naquele momento estava difícil de contratar outro treinador, então assumiu interinamente Eliseu Pombo até que fosse possível encontrar um novo treinador.
Já no meio da competição do campeonato carioca de 2006 após uma reunião, foi feito um convite ao professor Sávio para assumir o Cabo Frio Futsal, alguns dias depois esteve em Cabo Frio para uma conversa sobre o assunto, porém logo no início chamou atenção a sua postura ética, quando antes de manter qualquer contato com as pessoas na reunião, solicitou primeiro uma conversa com Eliseu Pombo.
Na conversa o professor Sávio colocou a sua preocupação de entender o que de fato estava acontecendo, pois se a situação envolvesse de alguma forma ter uma solução sem o consentimento ou anuência do Eliseu, ele não aceitaria o cargo de treinador.
Respondi que o processo já fazia parte de um planejamento desde a saída do professor Marco Bruno, que participei inclusive na reunião que definiu o seu nome, votando a seu favor. Digo sempre que atitudes falam mais que palavras, sua atitude mostrou ser pessoa de bom caráter, ser ético e bom profissional.
O professor Sávio foi peça fundamental para que o Cabo Frio Futsal conquistasse alguns título, seja na função de treinador como fora da quadra, para com sua experiência apagar alguns focos de incêndio.




Campeonato Municipal Adulto

Neste ano sete equipes participaram desta competição foram elas: A. A. Cabo-Friense, Drogaria do Povo, River F. C., Metodista, Tamoyo E. C., Associação Rosa de Saron e Progresso F. C.
Para a fase semifinal se classificaram as equipes do Tamoyo E. C., A. A. Cabo-Friense, Metodista e Drogaria do Povo, após o confronto nesta fase, as equipes do Tamoyo E. C. e Drogaria do Povo realizaram o jogo final que foi vencido pela Drogaria do Povo, conquistando o título de campeão do campeonato municipal na categoria adulto em 2006.






Campeonato Sub-17 e Sub-20

Não temos a informação de quantas equipes participaram, mais temos a informação que se classificaram para a fase final as equipes do Mixto F. C. e Tamoyo E. C., a equipe do Mixto venceu a partida, conquistando o título de campeão municipal da categoria Sub-17 de 2006.
Na categoria Sub-20 a equipe do Tamoyo E. C. foi a campeão neste ano.

Campeonato de Base

Não temos a informação de quais equipes que participaram desta competição, mais temos a informação de quais equipes foram campeãs:
Sub-07     Vovô Lima de São Pedro da Aldeia
Sub-09      Vovô Lima de São Pedro da Aldeia
Sub-11      River F. C.
Sub-13      Vovô Lima de São Pedro da Aldeia
Sub-15      A. A. Cabo-Friense

Vídeos

 Estaremos postando alguns vídeos pertinentes a participação do Cabo Frio Futsal na Liga Nacional, Campeonato Estadual, do Campeonato Municipal e algumas matérias realizadas pelo programa esportivo SUPERSPORT.

400 anos de fundação

A cidade de Cabo Frio comemora neste ano quatrocentos anos de fundação, e gratificante para os adeptos da modalidade do futsal poder contar uma história, que foi escrita por muitos no cenário esportivo da cidade de Cabo Frio durante vinte nove anos.
Sem luta, sem perseverar, sem ser persistente não alcançamos vitórias, não realizamos sonhos e como conseqüência não se tem história.
 Parabéns a todos que lutaram, perseveraram,persistiram, assim conquistaram vitórias e realizaram sonhos e construíram uma bela história.

Agradecimento

Desde 03 de Abril de 2014 quando começamos a escrever a história do Futsal de Cabo Frio da sua fundação até a sua participação na Liga Nacional, tendo como título “Da fundação da Liga até a Liga Nacional” várias pessoas colaboraram de forma construtiva para que essa história pudesse ser publicada, fica aqui o agradecimento a todas essas pessoas que durante todo esse tempo de alguma forma colaboraram.
 Não temos como enumerá-las mais em cada parte desta história, quando no final fazemos os agradecíamos aos colaboradores, vocês encontrarão os seus respectivos nomes.

Nesta história de 2006 queremos agradecer ao Sr. Moacir Cabral e Rodrigo Cabral do Jornal Folha dos Lagos e ao Sr. Walber Tardelli que de forma gentil cedeu vários DVDs do programa esportivo SUPERSPORT utilizados nesta história do Futsal de Cabo Frio
Ler Mais