LEANDRO

LEANDRO
Jogador de futebol, Cabofriense Quatro vezes campeão brasileiro, Cinco vezes campeão carioca, Cinco vezes campeão da Taça Guanabara, Campeão da Taça Libertadores da América e Campeão mundial de clubes pelo Flamengo

EMPÓRIO SÃO BENEDITO E DISTAK SPORTS INFORMAM

ADDP/ Cabo Frio/Macaé busca sua classificação nesta quarta


A equipe de Cabo Frio tem mais um compromisso pela Liga Nacional de Futsal, joga nesta quarta dia 17/09 às 20:00 no ginásio poliesportivo Alfredo Barreto contra a equipe do Floripa Futsal de Santa Catarina, procurando a sua classificação antecipada.
Em algumas projeções baseadas nas atuações e na conquista de pontos até o momento, a equipe de Cabo Frio já estaria classificada para a próxima fase, isto porque neste momento a equipe do Green Team de Brasília que está em 17º lugar só conseguiu somar 8 pontos, mais ainda faltam 4 jogos a cumprir, ou seja matematicamente pode chegar aos 20 pontos, além disso a equipe de Cabo Frio não poderia obter mais nenhum ponto. Pelo que as equipes produziram até esse momento principalmente a de Cabo Frio, essa probabilidade e quase zero, mais temos que respeitar a matemática.
Portanto uma vitória nesta partida sacramenta de vez a classificação antecipada da equipe de Cabo Frio, que hoje encontrasse em 12º com 18 pontos ganhos, já a equipe de Santa Catarina está em 9º com 20 pontos ganhos já classificada para a próxima fase.
Vamos comparecer ao ginásio Alfredo Barreto para torcer e incentivar a equipe de Cabo Frio a obter mais uma vitória e a sua classificação.










Leia Mais

HISTÓRIAS E CONQUISTAS DO ESPORTE AMADOR DE CABO FRIO - ESPECIAL VÍDEOS 1993 (PARTE 2)

Assista  a parte final do jogo Progresso x Tamoyo de 1993 com a transmissão da saudosa TV BÚZIOS CANAL 10

*Devido a problemas técnicos essa partes do jogo só estão disponível no Youtube. Para assistir basta clicar nos links abaixo 

Assista o jogo 

Link para assistir a parte 3:

https://www.youtube.com/watch?v=K8QFKxVQtNk

Link para assistir a parte 4:

https://www.youtube.com/watch?v=0SauZHIgreI


Tamoyo Equipe Campeã de 1993



Ler Mais

HISTÓRIAS E CONQUISTAS DO ESPORTE AMADOR DE CABO FRIO - ESPECIAL VÍDEOS 1993

Assista o jogo Progresso x Tamoio de 1993 com a transmissão da saudosa TV BÚZIOS CANAL 10 

Assista o jogo




Na próxima segunda-feira estaremos publicando o restante do jogo

Ler Mais

MATÉRIA DA FOLHA DOS LAGOS SOBRE O ABANDONO DO GINÁSIO POLIESPORTIVO VIVALDO BARRETO

Na última quarta-feira (10), o jornal Folha dos Lagos, em suas versões impressa e online, noticiou o estado de abandono em que se encontra o Ginásio Poliesportivo do Jardim Esperança, que leva o nome de Vivaldo Barreto, em homenagem ao grande desportista de Cabo Frio.
Inaugurado em 2010 http://esportescabofrio.blogspot.com.br/2010/10/foi-inaugurado-o-ginasio-poliesportivo.html , o ginásio foi uma conquista, sem que fosse preciso ir às ruas solicitar sua construção, conforme aconteceu para que fosse erguido o Ginásio Poliesportivo Aracy Machado, que hoje leva o nome de Alfredo Barreto.
Apesar de estarmos tristes pelo estado em que se encontra o ginásio, a decepção maior se dá pela falta de atividades que ali eram desenvolvidas, atendendo crianças e adolescentes do Jardim Esperança através do projeto sócio esportivo Novo Cidadão, no horário de 8:00h às 20:00h, de segunda a sexta-feira Acessando http://esportescabofrio.blogspot.com.br/2012/10/projeto-novo-cidadao-ultrapassa-marca.html, pode-se ver quantas crianças e adolescentes eram atendidas e quais as modalidades desenvolvidas pelo Projeto Novo Cidadão.
Não podemos esquecer também que, quando a cidade de Cabo Frio conquistou o credenciamento para ser uma cidade-sede e receber delegações durante as Olimpíadas e Paralímpiadas de 2016, conforme matéria no link http://esportescabofrio.blogspot.com.br/2011/05/cabo-frio-nas-olimpiadas.html, este ginásio foi uma das instalações que recebeu a aprovação do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) para o treinamento das equipes. Esta aprovação foi dada durante a visita de uma equipe técnica às instalações, e hoje quando você acessa www.rio2016.com/pregamestraining encontrará a cidade de Cabo Frio com seus dois ginásios sendo divulgados para todo o mundo.
Cabe salientar, por fim, que sabemos que estas ações negativas também fecham portas no mercado de trabalho para vários professores de educação física, assim como o de estagiários. No entanto, quem de fato está pagando caro são nossas crianças e adolescentes, antes alegres e felizes ao participar das atividades do projeto, mas que hoje se encontram infelizes e tristes.

Confira a matéria da Folha dos Lagos online clicando AQUI

Foto divulgação. Folha dos Lagos

Ler Mais

EMPÓRIO SÃO BENEDITO E DISTAK SPORTS INFORMAM


ADDP/Cabo Frio/Macaé enfrenta a equipe do Falcão
Depois de alguns dias sem atuar pela Liga Nacional e aproveitando para recuperar o desgaste das várias partidas seguidas além das longas viagens. A equipe de Cabo Frio que está classificada em 9º lugar com 18 pontos ganhos, volta a atuar neste sábado dia 13 de Setembro enfrentando a forte equipe Futsal Brasil Kirin/ Umbro às 18:00, no Ginásio Poliesportivo Municipal Agostinho Favaro Lara em Sorocaba-SP.
Vale ressaltar que essa equipe de Sorocaba que neste momento está classificada em 5º lugar com 24 pontos ganhos, além de ser composta por jogadores de alto nível, tem também em seu plantel o renomado jogador Falcão, conhecidos por todos pelos seus recursos técnicos.

A equipe de Cabo Frio viajou nesta sexta-feira levando os seguintes atletas: André, Marquinho, Bruno Ciro, Bruno Regufe, Fabrício, Arthur, Wellington, Alfredo, Wilson, Davizinho, Lucas Tardelli, Vinicius, Igor Bento e Caio



Ler Mais

HISTÓRIAS E CONQUISTAS DO ESPORTE AMADOR DE CABO FRIO - FUTSAL, DA FUNDAÇÃO DA LIGA ATÉ A LIGA NACIONAL - PARTE 27

“Da fundação da Liga até a Liga Nacional”
Parte 27


A temporada de 1993 começou com a participação dos times de Cabo Frio no Campeonato Estadual de Futebol de Salão, neste ano pela primeira vez a competição contou com a presença de três clubes da nossa cidade: A. A. Cabo-friense, Progresso F. C. (campeão e vice do Municipal de 1992) e o Tamoyo E. C. (convidado pela Federação).Este campeonato ficou marcado pelo duelo entre Tamoyo E. C. e Progresso F. C. que ficaram na mesma chave, juntamente com Canto do Rio (Niterói), Hebraica (Rio de Janeiro) e Magnólia (Petrópolis).


As equipes
A Cabo-friense sob o comando de Flávio Rebel, sofreu com a saída de quase todos os jogadores do elenco campeão municipal na temporada anterior, por isso teve que reformular todo o time, trazendo na sua maioria jogadores vindos do União F. C. como Cureco, Kiko Tucano, Leque, Walter e Gardel, do Costa Azul Flávio Tziu e Ayala(goleiro)
Já a equipe do Tamoyo E. C. trouxe de volta da Cabo-friense o treinador Eliseu Pombo, os jogadores Everaldo, Urubatan, Marcelo Japão e Robinson, o clube também trouxe Alexandre chuta-chuta e promoveu a equipe principal os atletas Pierre e Café, este foi considerado o melhor jogador da temporada   
O Progresso F. C. que já tinha um grande elenco se reforçou ainda mais formando na sua base uma grande seleção de bons jogadores, trouxe do Tufão os jogadores Justino, Beto e Toninho, do Tamoyo E. C. vieram Kiko Lima e Lair (goleiro), além de Kiko Jorge e Marquinho Matador, que retornaram ao futebol de salão depois de participarem do futebol de campo profissional, os somatórios de todos estes jogadores formavam o verdadeiro time dos sonhos naquela época. Provavelmente este tenha sido o elenco mais forte montado por um clube da nossa cidade.
Com o desenrolar do Campeonato Estadual, Progresso e Tamoyo chegaram a penúltima rodada do campeonato, brigando por uma vaga na segunda fase da competição. O jogo foi realizado no ginásio do Tamoyo. Uma partida marcada pela rivalidade entre as equipes e pela emoção até aos segundos finais, quando o inusitado aconteceu. Faltando seis segundos para o jogo acabar o placar marcava (2x2 ou 3x3, não me lembro com precisão) acontece uma falta a favor do Progresso em sua área de defesa. O goleiro Careca toca a bola para Marquinho que prende a bola sob o seu pé, mas Hélcio num só ato não apenas consegue tomar a bola, com fazer um passe para Alexandre Chuta-Chuta que com toque magistral de letra marcou o gol da vitória, quando o cronômetro marcava três segundos para o fim da partida, praticamente eliminando o Progresso, pois passaria a depender de combinações de outros resultados para se classifica para a próxima fase.
Na última rodada o Tamoyo já classificada para a segunda fase do Estadual, foi a Petrópolis para enfrentar a equipe do Magnólia e não conseguiu superar o seu adversário, com esse resultado a equipe do Progresso não conseguiu a classificação, mais na fase seguninte o Tamoyo não obteve os resultados esperados e não conseguiu se manter na competição.
equipe da A. A. Cabo-friense 1993
em pé da e/d Maguinho, Leque, Cureco, Rebel (treinador), Claudio Lima (P. Físico) e Mangueira ( Aux. Técnico)
agacgados da e/d Gardel, Kiko Tucano, Walcélio, Walter e Haroldo




















O transporte, motorista e torcedor
Não poderíamos deixar de evidenciar as pessoas do Carlos Moreno dono da empresa de transportes e as vezes também motorista e Luís Borges motorista pai do Leo Borges, que também participaram desta história pois normalmente eles é que faziam o transporte das equipes durante todo o campeonato. Quando chegávamos ao destino dos jogos imediatamente deixavam de ser motorista e se transformavam em torcedores, por muitas vezes eram eles os únicos torcendo pela equipe fazendo um enorme barulho, o envolvimento foi tão grande neste período que quando entravamos no ônibus para seguir viagem, nós tínhamos a imagem de que não havia ali somente o motorista mais também um torcedor participativo e envolvido diretamente com a equipe


Resumo do Municipal
No Campeonato Municipal a história voltou a se repetir. As duas equipes dominaram todo o campeonato e voltaram a se encontrar na final, onde novamente o Tamoyo nos jogos decisivos levou vantagem sobre o estrelado time do Progresso e levantou o título, com destaque para o ala Café, que atravessava uma fase excepcional, não só no futebol de salão, como no futebol de praia e no de campo. Neste ano de 1993, Café levou todos os prêmios de melhor atleta.   

 Tamoyo Tetra campeão
Em pé da e/d Sr. Adelson(supervisor), Pierre, Alfredo Gonçalves, Vladimir, Hélcio Azevedo, Urubatan, Everaldo e Eliseu Pombo (treinador)
Agachados da e/d Telo, Marcelo Japão, Alexandre (chuta-chuta), Café, Robinson com Alfredo (filho de Eliseu Pombo) e Magela

Itajuru F. C. Campeão Juvenil da Liga 1993
em pé da e/d  Marco Tardelli (treinador), Jacaré (massagista), Adriano Bandeira, ?????, Fred, Maurício, Alexandre Bandeira, Wallys e Lucas Adriani ( supervisor)
agachados da e/d Dinho, Serginho, Zé Junior, Laxe e Stéfano

Progresso F. C. Vice-campeão adulto da Liga 1993
em pé da e/d Marcelão(treinador de goleiros),Lair, Marquinho, Mico, Justino, Kiko Jorge, Beneval, Toninho, J. Maurício (gerente), Sandro Carvalho (supervisor) e Careca.   
agachados da e/d Russo (P. Físico), Marcelo Peixe, Vaguinho, Paulo Cesar, Jailson e Ozias


























Ingresso
A organização e o planejamento da Liga fizeram do campeonato um produto de qualidade, que conseguia conquistar a credibilidade do público de tal forma, que eles compareciam e ainda pagavam ingresso para assistir os jogos da competição. Na época Juarez Lopes que é engenheiro, chegou a fazer um levantamento técnico identificando a capacidade máxima de pessoas sentadas na arquibancada, do ginásio do Tamoyo em torno de 300 pessoas e no ginásio da A. A. Cabo-friense em torno de 900 pessoas


Parceria Liga x Televisão  
Além da parceria desenvolvida com a Rádio Cabo Frio,  durante este campeonato começou uma outra parceria da Liga Cabo-friense de Futebol de Salão através do presidente Silvinho com a ECOTV de Búzios, que gravava os jogos e depois no mesmo dia mais tarde reprisava os jogos, essa parceria só foi possível através da pessoa do Sr. Marcio Sternick que ficou muito empolgado com o campeonato, bem organizado e que conseguia atrair um grande público, além do apoio do Sr. Marcio Sternick algumas empresas patrocinavam essas transmissões e suas logomarcas ficavam no alambrado a frente das câmeras, como vocês verão ao assistir


Encerramento
Não podemos esquecer de ressaltar também a boa participação da equipe do Itajurú na categoria adulta e na categoria juvenil onde inclusive conquistou o campeonato quando na partida final venceu a equipe do Tamoyo. Outros detalhes pertinentes ao campeonato Estadual e Municipal vocês podem conferir nos recortes das matérias do Jornal Folha dos Lagos e do Jornal Bola em Jogo e também durante o filme da final desta temporada quando Gonzaga Lima e Edinho Ferrô passam várias informações durante o jogo.
Agradecimentos ao Sr. Flavio Barreto, ao nosso amigo oculto que muito tem colaborado para o FUTSAL, ao Sr. Moacir Cabral e Rodrigo Cabral pela liberação das matérias do Jornal Folha dos Lagos que participou de forma efetiva nessa história.
Na próxima parte estaremos descrevendo as conquistas da Seleção de Cabo Frio nos JAI’S (Jogos Abertos do Interior) e da primeira medalha de Bronze no JAB’S (Jogos Abertos Brasileiros), o Campeonato Estadual e Municipal de 1994

NESTE SÁBADO ESTAREMOS PUBLICANDO MAIS UMA EDIÇÃO ESPECIAL DO HISTÓRIAS E CONQUISTAS ESPECIAL VÍDEOS COM O JOGO PROGRESSO X TAMOIO DE 1993
Ler Mais

COLUNA OPINIÃO: PLANTAR E COLHER

Pessoas ao plantar uma arvore podem ter como objetivo, que todos possam colher os seus frutos, admirar suas flores e beneficiar-se de sua sombra.

Mais durante esse tempo entre o plantar e colher vai sempre existir, a responsabilidade daqueles que plantaram de cuidar desta arvore


E mesmo depois quando é só tempo de colher vai continuar existindo, a responsabilidade daqueles que plantaram de cuidar desta arvore


Por quê nenhuma arvore cresce ou dá frutos sem passar por diversos problemas.


Alguns podem colher para si, ou seja, usam a arvore para proveito próprio sem a responsabilidade de cuidar desta arvore. Alguns podem simplesmente não colher e esquecer da responsabilidade de cuidar desta arvore.


Nas duas situações esses problemas vão contribuir de forma contundente, para que a arvore entre em processo de declínio no seu desenvolvimento, podendo chegar na fase terminal.


Esta arvore pode simbolicamente representar, uma modalidade esportiva, Federação, Liga, projeto esportivo, projeto sócio esportivo e outros.


“A vida e a morte, o bem e o mal estão diante do homem o que ele escolher, isso lhe será dado, porque é grande a sabedoria de DEUS. Forte e poderoso, ele vê sem cessar 

todos os homens”. Eclesiástico 15, 17/19

Eliseu Pombo CREF 13376-P

Sub secretário de Esportes de Cabo Frio(2005), Secretário da Criança e Adolescente(2005/08), Presidente do Conselho da Criança e Adolescente(2005/08), Superintendente, Coordenador do Esporte(2009/10), Secretário de Esportes de Cabo Frio(2010/2012), 
Presidente do Conselho de Esportes de Cabo Frio(2010/2012)



Ler Mais

PROJETO NOVO CIDADÃO ULTRAPASSA A MARCA DE 10.000 ATENDIMENTOS EM 2012


O projeto sócio esportivo Novo Cidadão que é desenvolvido pela Secretaria de esportes e lazer acaba de obter mais uma vitória, conquistando a marca de mais de 10.000 atendimentos a crianças e adolescentes neste ano de 2012.
  O Secretário de Esportes, Eliseu Pombo, explica o que representa para a cidade de Cabo Frio, e também para o estado do Rio de Janeiro, esse novo recorde alcançado pelo projeto, que é registrado no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente:
“O projeto chegou a essa marca em virtude do bom trabalho que é desenvolvido pelos profissionais nele envolvidos. Foi muito importante o apoio do prefeito Marquinho Mendes, tanto no sentido de oferecer novos equipamentos esportivos, como a construção dos ginásios poliesportivos Vivaldo Barreto, no Jardim Esperança, e João Augusto, no distrito de Tamoios e o aluguel de imóvel com uma piscina, assim como em ter dado total apoio para que o projeto se desenvolvesse e atingisse o patamar atual de sucesso e êxito.
Esta conquista serve de exemplo dado por Cabo Frio ao estado do Rio de Janeiro, mostrando que se pode investir recursos públicos em um projeto sócio esportivo e que, se ele for aplicado de maneira correta, atinge-se os seus objetivos.
O trabalho da equipe da Secretaria de Esportes, somado ao dos profissionais envolvidos, mostrou àqueles que tinham algumas restrições, que consideravam um sonho, uma utopia, que com trabalho, dedicação e no contexto de desenvolver o esporte democraticamente e como política pública é  possível chegar aonde o esporte de Cabo Frio chegou hoje, com essa marca expressiva".
O Projeto Novo Cidadão possui 48 núcleos e 52 subnúcleos distribuídos por toda a cidade de Cabo Frio, dos 140 profissionais que nele atuavam em 2011, chegou-se aos 210 profissionais, entre professores, assistente social, estagiários e apoios, atuantes em 2012, mostrando que o projeto também colaborou para a geração de renda e emprego.
O crescimento é visível e notório e o secretário fala sobre os fatores que contribuíram para esse crescimento tão grande:
“Podemos enumerar alguns dos principais fatores que propiciaram esse crescimento: organização do projeto; seu planejamento; a dedicação dos profissionais envolvidos; o desenvolvimento de novos equipamentos esportivos, que permitiram levar o projeto ao Jardim Esperança (Ginásio Vivaldo Barreto) e ao distrito de Tamoios (Ginásio João Augusto), onde também utilizamos a praia e o campo de futebol; a conquista do imóvel com uma piscina, onde foi desenvolvido o núcleo de natação, modalidade para a qual havia uma procura significativa, assim como o desenvolvimento de outras modalidades como remo, vela, ginástica olímpica, taekwondo e ginástica artística.
            Hoje, o Projeto Novo Cidadão oferece atendimento em 26 modalidades e todas elas estão ocupadas, o que mostra a versatilidade do celeiro de atletas que é a cidade de Cabo Frio. Eliseu Pombo explica que, ainda na origem do que hoje se tornou um projeto sócio esportivo, já havia sido identificada essa diversificada demanda na cidade:
"Desde 2002, ainda nas reuniões do PROESPA, já tinha sido identificado em Cabo Frio a prática de algumas modalidades sem nenhuma organização. Já havia uma orientação para que fosse feito um desenvolvimento amplo e de forma democrática e não-específico desta ou daquela modalidade. Em 2004, nós já tínhamos elaborado uma situação que direcionava desenvolver um projeto sócio-esportivo de maneira democrática.
Nós já sabíamos da demanda, da procura, o que não se tinha era um projeto. Hoje nós temos uma diversificação muito grande de modalidades e todas estão ocupadas. Algumas coisas podem colaborar mais ainda para no futuro se colocar outras modalidades dentro do projeto e, com isso, contribuir cada vez mais para a quebra de marcas tão relevantes como essa dos 10 mil atendimentos que atingimos hoje", define.
Confira a relação atualizada dos atendimentos separadamente por núcleos e modalidades clicando aqui 



Ler Mais

PARA RECORDAR (DE 2009 a 2012 ) O ESPORTE DE CABO FRIO CONQUISTA UMA POLÍTICA PÚBLICA ASSISTA O VÍDEO

O vídeo trás o resumo de todas as atividades desenvolvidas pela Secretaria de Esporte e Lazer. Desde 2009 até 2012. Para Assistir o vídeo clique em leia mais.

Ler Mais

HISTÓRIAS E CONQUISTAS DO ESPORTE AMADOR DE CABO FRIO - FUTSAL, DA FUNDAÇÃO DA LIGA ATÉ A LIGA NACIONAL - PARTE 26

“Da fundação da Liga até a Liga Nacional”
Parte 26


Preciso primeiro me reportar a uma história ainda do ano de 1991 que acabei esquecendo, durante o campeonato ainda na fase classificatória, iriamos enfrentar o Tamoyo que era uma forte equipe, durante os preparativos desenvolvemos um documento mostrando como a equipe deveria proceder taticamente, evidenciando os pontos fortes do Tamoyo e como deveríamos agir para anular, assim como proceder na parte ofensiva, esse documento foi entregue dois dias antes do jogo para memorizar o que já tínhamos treinado.
Vaguinho nesta época trabalhava com o Sr. Joel Gonçalves pai de José Ricardo que jogava no Tamoyo, no dia do jogo Vaguinho se mostrava meio nervoso e muito assustado,  alguns atletas vieram falar comigo sobre esse nervosismo do Vaguinho e me explicaram,  ele levou o documento para a loja e perdeu não sabendo onde deixou e também não encontrou o mesmo, então Vaguinho ficou preocupado, pois o Jose Ricardo também morava em cima da loja, será que alguém viu esse documento e entregou ao Jose Ricardo?
Eu chamei todos e coloquei o seguinte, não podemos entrar no jogo com essa preocupação e alertei, mesmo que isso tenha acontecido fica muito difícil para a equipe do Tamoyo tentar adequar em dois dias o que treinamos exaustivamente. Durante o jogo não percebemos qualquer atitude diferente do Tamoyo a não ser do que já tínhamos ciência, não recordo o placar mais lembro da fisionomia de alívio do Vaguinho ao final do jogo.
Neste ano de 1992 as equipes da A. A. Cabo-friense e Tufão do Arraial do Cabo representaram Cabo Frio no campeonato estadual, vagas obtidas pelas conquistas de campeão e vice respectivamente no campeonato de 1991.
A equipe da Cabo-friense se reforçou para essa competição trazendo alguns atletas como Everaldo, Ronan, Robinson e o maior reforço Marcelo Peixe todos vindo do Tamoyo, mais também deixou de contar com Aritana que recebeu proposta do Tamoyo, Sandro Guimarães e principalmente com Marquinho(matador), que se tornaram jogadores profissionais da A. A. C. no futebol de campo. No Tufão a grande novidade foi a contratação do treinador Ricardo Barreto (Rico), ao final da competição ambas equipes não foram bem no campeonato.


Flavio Rebel   
De chefe de torcida a treinador
Durante todo este período em que começamos a desenvolver o futebol de salão na A. A. Cabo-friense, sempre esteve presente nas arquibancadas o Flávio Rebel como chefe de torcida da Falange comandando a torcida e incentivando a equipe, mais durante um treinamento no clube uma pessoa que não recordo o nome, comentou que ele estava cursando a faculdade de educação física, recebi a informação com muito agrado, pois fazia parte do nosso planejamento produzir mais treinadores, fui ao seu encontro e perguntei se ele teria interesse? A resposta foi positiva, então solicitei que a partir daquele momento estivesse comigo dentro da quadra durante os treinamentos, ficando como auxiliar e assumindo as categorias infanto e juvenil hoje seria sub-17 e sub-20 respectivamente, e assim começou uma carreira
O campeonato municipal neste ano contou com as seguintes equipes: A. A. Cabo-friense, Progresso F. C., União F. C., Costa Azul Iate Clube e Pescador F. C. entrou substituindo o Tufão F. C., mais todo seu elenco era do Tufão.
A grande novidade foi o retorno do Progresso Futebol Clube, pois não disputou o campeonato de 1991. Liderado pelo empresário Jose Ricardo que havia deixado o Tamoyo e vindo de uma recuperação de uma cirurgia no tornozelo, montou um elenco muito forte, trazendo para o clube jogadores como Careca (goleiro). Marcelo Peixe, Mico e Gustavo que deixaram a A. A. Cabo-friense, Jailson, PC, Fabinho Maçarico, Vaguinho e Audir (goleiro) que vieram do Tamoyo e mais Ozias, Vico, Marcelo Mendigo e Beneval (goleiro).
A comissão técnica era formada por Jota Maurício e Sandro Carvalho (supervisores), Jose Ricardo (treinador), Luís Tuiste (auxiliar), Marquinho Matador e Marcelão (preparadores) e Wellington Cai-Cai e Léo (apoio).
Já a Cabo-friense após a disputa do Estadual passou por problemas e por isso alguns atletas deixaram o clube, com isso durante a temporada, o clube praticamente teve que refazer o seu elenco, mas se enganaram quem achou que isso seria um grande problema. Treinados por Eliseu Pombo e formado por um grupo de jovens com jogadores como, Ronan, Adalberto, Lúcio Bala, Walcélio, Sandro Tardelli, André Cabeção, Fabiano (goleiro) e a revelação e melhor jogador do campeonato Lalace, que tinha acabado de completar 17 anos e somando-se a estes os não menos jovens mais experientes em competições os atletas Robinson, Everaldo, Marcelo Japão, Urubatan e Miro. A equipe conseguiu classificar-se para a final mais uma vez.


Sandro (maluco) e o gol de cabelo
Jogo importante e cheio de rivalidade entre A. A. Cabo-friense e o Tamoyo E. C. no ginásio do Tamoyo e valendo a classificação, a torcida lotava o ginásio e fazia a festa, na quadra os atletas faziam a sua parte com lances emocionantes levando a galera ao delírio, era um bom jogo com muita movimentação e já estava indo para o seu final, se não me engano faltavam segundos para o encerramento e a equipe do Tamoyo estava se classificando para as finais do campeonato, de repente um lateral a favor da A. A. C. muda tudo, batido o lateral a bola viaja para dentro da área do Tamoyo entra na disputa por ela o goleiro Lair e Sandro Tardelli que raspa na bola e faz o gol que deu a classificação para A. A. C. ir as finais do campeonato, ao final da partida muita reclamação por parte do Tamoyo, dizendo que a bola não tocou na cabeça do Sandro, por outro lado Sandro esclareceu todas as dúvidas ao declarar “tocou no cabelo e o cabelo faz parte da cabeça” e ponto final.


Treino x Churrasco      
Sabíamos da força da equipe do Progresso, na realidade era uma seleção, portanto se quiséssemos obter algum resultado positivo teríamos que trabalhar muito, inclusive no Domingo. Num destes domingos estávamos treinando quando apareceu a informação que os atletas do Progresso estavam realizando um churrasco naquele momento. Não tinha certeza da veracidade da informação, mais ela caiu como uma luva, aproveitamos essa informação para motivar mais ainda a equipe, não sei em que percentual ela colaborou para a nossa vitória, mais que o pessoal foi mordido para os jogos e com muita vontade isso deu para perceber.


Everaldo Rangel a voz do treinador
Everaldo já tinha chamado atenção desde quando juvenil no Progresso e depois no Tamoyo tanto como jogador quanto pessoa, as suas atitudes eram sempre de grupo e construtivas, com o tempo foi evoluindo através de uma dedicação fora do comum, quando trabalhava comigo várias vezes vinha correndo de sua casa até a loja para melhorar o seu condicionamento físico e como consequência sua parte técnica, mais havia um comentário geral na época,  era como ele levava informações táticas para dentro da quadra e passava aos colegas, era a voz do treinador dentro da quadra e muitos afirmavam que futuramente seria um bom treinador, fato comprovado alguns anos depois. Toda essa sua dedicação fez por mérito conquistar um emprego no Banco Real e hoje é considerado um dos melhores gerentes


Resumo Final
Durante as fases classificatórias Progresso e Cabo-friense foram as equipes que mais se destacaram e se qualificaram para as finais do campeonato, ressaltando que o Progresso era favorito ao título, pois exibia um futebol muito bem jogado. Contudo nos jogos finais a Cabo-friense exibiu um belíssimo futebol e surpreendeu o então favorito Progresso e levando o título municipal de 1992, sagrando-se assim bicampeã


Em pé e/d Lalau(massagista), Robinson, Everaldo, Ronan, Adalberto, Eliseu Pombo
Agachado e/d Fabiano, Lúcio bala, Marcelo Japão, Lalace, Walcélio, Urubatan, Sandro Tardelli

Em pé e/d Lalau (massagista in memorian), Everaldo, Urubatan, Ronan, Adalberto, Robinson, Sandro Tardelli
Agachado e/d Lalace, Marcelo Japão, André cabeção, Fabiano, Walcélio

Aqui fica os nossos agradecimentos aos colaboradores Sr. Flávio Barreto, Ao nosso amigo oculto e aos Srs. Moacir Cabral e Rodrigo Cabral do Jornal Folha dos Lagos que gentilmente nos cedem reportagens daquela época do futebol de salão. Não esqueça você também pode participar encaminhando fotos e histórias para esportescabofrio@gmail.com

Na próxima parte estaremos contando a história do campeonato de 1993 inclusive com os filmes das duas partidas finais
RECORTES de MATÉRIAS de 1992 do JORNAL FOLHA dos LAGOS











ASSISTA O JOGO DA GRANDE FINAL DE 1992









Ler Mais