HISTÓRIAS E CONQUISTAS DO ESPORTE AMADOR DE CABO FRIO - FUTSAL, DA FUNDAÇÃO DA LIGA ATÉ A LIGA NACIONAL - PARTE 6

Dando continuidade ao desenvolvimento do futebol de salão outro momento que colaborou muito foram os “Jogos Abertos de Cabo Frio”, um evento que iniciou em 1976 e teve sua duração até o ano de 1981.

Esse evento atingia o objetivo da equipe de futebol de salão do Tamoyo, de participar de uma competição valendo pontos e enfrentando equipes qualificadas naquela época, nada melhor para você avaliar e evoluir dentro do que se apresentava tanto no aspecto técnico como tático. Esse era o ponto alto o objetivo máximo durante esses anos, o atleta treinava não somente para os amistosos, mais principalmente para essa competição.

Porém havia um problema que tinha que ser resolvido, e que talvez inviabiliza-se os primeiros “Jogos Aberto de Cabo Frio”, justamente o ginásio que era de fundamental importância para a realização, estava com a sua estrutura de apoio do telhado com problemas.

Então a diretoria que na época tinha como presidente o Sr. Vivaldo Barreto e como diretor de esportes o Sr. Robinson Azevedo tomaram as providências cabíveis, com o objetivo de fazer uma obra para a troca da estrutura que era de madeira, por uma estrutura de ferro.

Vivaldo Barreto, Robinson Azevedo, Tonga, Capitão do Ipiranga, José Maurício, Juarez, Capitão do Rio Branco, a frente Flávio Barreto (filho do Sr. Barreto) e Antônio Maurício (filho de J. Maurício). 

em pé: , Sr. Evaldo Ramalho, Sra. Gisele Ramalho, Sra. Clea Azevedo(esposa prof. Renato Azevedo), Sra. Erci(esposa de Tonga). À mesa: Sr. Agostinho, Sr. Everardo

Atitude tomada fato consumado, em seguida foi elaborado uma festa para comemorar a reinauguração do ginásio. Para essa festa foram convidados as equipes de futebol de salão do E. C. Rio Branco(Campos) e o Ipiranga F. C. (Macaé) que juntando-se ao Tamoyo realizariam um triangular, neste triangular as equipes do Rio Branco e Ipiranga iriam se enfrentar e o vencedor enfrentaria a equipe do Tamoyo. Ao final da competição o Tamoyo foi o Campeão, o Ipiranga ficou com o segundo lugar e o Rio Branco ficou em terceiro lugar.

Toda essa festa assim como pessoas que participaram assistindo, desfilando, jogando ou envolvidos diretamente na realização da mesma, vocês podem conferir através das fotos que estão sendo divulgadas.

 à mesa: Sr. Marco Aurélio, Sr. Agostinho, Sr. Everardo e Flávio Barreto Atrás: Sra. Gisele, Sra. Clea

Sr. Airton(Tonga), Sr. Vivaldo Barreto, Flávio Barreto, Sr. Marco Aurélio, prof. Renato Azevedo 

Prof. Aluísio, Juarez

Sr. Airton(Tonga)

 José Maurício com Juarez, ao fundo Tonga

Sr.Robinson Azevedo


Equipe do Rio Branco




 








Cabe sempre ressaltar mais uma vez a participação de pessoas que na realidade fazem acontecer toda essa história, seja com relatos, com informações e fotos, neste caso agradecemos ao Sr. Flávio Barreto filho do saudoso Vivaldo Barreto e ao Professor Chico da escolinha do Tamoyo.

Para Lê a parte 5 CLICK AQUI

Já estamos elaborando a parte número 7 onde divulgaremos os primeiros “Jogos Abertos de Cabo Frio”, não esqueça que você pode participar encaminhando relatos e fotos através do e-mail esportes cabofrio@gmail.com.


Leia Mais

COLUNA OPINIÃO: PARA ONDE ESTÃO INDO NOSSAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS?

Quando fazemos essa pergunta estamos nos referindo principalmente aquelas que tiveram o direito de participar de uma política pública no esporte durante muitos anos.
Falando dentro de um contexto específico do esporte, como ferramenta transformadora no âmbito social e seus respectivos benefícios, vide, coluna opinião deste blog com o título “Esporte e seus Benefícios”, ficamos preocupados com os rumos que está sendo dado ao esporte.

Para entenderem melhor a nossa preocupação, primeiro temos que nos colocar justamente no lugar das crianças, adolescentes e jovens para termos o olhar através deles sobre o assunto.
Durante a elaboração do PROESPA (Projeto de Esportes Amadores 2002/2004) encontramos uma frase que dizia “O esporte é uma ponte que DEUS criou para tirarmos as crianças das Trevas e trazer para a LUZ”, logo utilizaremos essas denominações para por dois caminhos diferentes para esclarecer a nossa preocupação.

Momento 1

As criança que vivem numa comunidade em que nunca experimentou a pratica de uma modalidade esportiva ou atividade física, ficam totalmente envolvida positivamentee alegres, quando a elas é apresentado um projeto sócio esportivo sempre desenvolvido no contra turno escolar.
Imediatamente alguns objetivos são alcançados: o espaço ocioso é preenchido, a baixa estima deles se transforma em alto estima, melhora no rendimento escolar e seus pais ou responsáveis que trabalham o dia todo, ficam mais tranquilos, pois, enquanto trabalham eles estão estudando ou participando de um projeto com profissionais qualificados, ou seja, professores de educação física. Não podemos deixar de ressaltar que o projeto se desenvolve de forma democrática, utilizando várias modalidades e não somente o futebol.

Num segundo momento indiretamente o projeto colabora para a identificação de atletas que sobressaem-se dos demais pela sua qualidade, a estes chamamos de diamantes que formarão equipes de várias modalidades contribuindo para resgatar o direito deles, de participar de competições municipais e a posterior de competições estaduais, onde terá o orgulho de representar sua cidade.

Ainda percorrendo o assunto e nos colocando no lugar deles podemos identificar claramente o seguinte, por exemplo: uma criança envolvida nessa política pública que durante a manhã/tarde está estudando, no contra turno manhã/tarde está no projeto, participando também de competição interna do projeto,  ainda tem que treinar seja para competição municipal ou representar sua cidade em competição estadual, essa criança fica sem tempo para se envolver em área de risco e cresce vivenciando outros valores que contribuem para formar um bom cidadão. A este momento chamamos de caminho de LUZ.

Momento 2

Mais depois da tantos anos participando do projeto sócio esportivo,em competições internas do projeto, nas competições municipais e competições estaduaisrepresentando sua cidade, de repente do dia para a noite sem qualquer informação lhes é tirado todo esse envolvimento esportivo, quando acabam com os núcleos, acabam com modalidades, acabam com as competições interna, acabam com as competições municipais, acabam com equipes que representavam a cidade. O que acontece com elas?

Essas crianças, adolescentes e jovens começam a entrar em depressão, ficam tristes, aumenta sua baixa estima, voltam a ter o espaço ocioso no contra turno escolar, seu rendimento escolar entra em queda, seus pais ou responsáveis que trabalham o dia todo voltam a ficar preocupados com seus filhos que podem voltar para a área de risco. A este momento chamamos de TREVA.

Para onde estão indo nossas crianças, adolescentes e jovens? Em Junho de 2013, o comandante do 25ºbatalhão da polícia Militar divulgou um levantamento que identificou um crescimento de 62% de crianças e adolescentes envolvidos com o crime, comparando com o mesmo período de 2012.Até onde podemos correlacionar a falta de atendimento através do esporte em 2013, com esse levantamento?

Não cabe nesse momento entrar em qualquer tipo de embate, o mais importante é que nossas crianças, adolescentes e jovens voltem num curtíssimo prazo, a ter o direito de vivenciar aquilo que eles já estavam acostumados a participar, e que na realidade é um direito adquirido deles, conforme se apresenta escrito no artigo 4º do Estatuto da Criança e Adolescente.

Que a Luz do nosso senhor Jesus Cristo ilumine os caminhos das pessoas responsáveis, que as mesmas fiquem sensibilizadas e consigam reverter esse processo negativo, que com certeza não traz qualquer benefício para a formação de um bom cidadão.
“Para que o mal triunfe basta que os bons não façam nada”
“Educai a criança agora para que não seja necessário punir o adulto”
Pitágoras

Eliseu Pombo CREF 13376-P

Sub secretário de Esportes de Cabo Frio(2005), Secretário da Criança e Adolescente(2005/08), Presidente do Conselho da Criança e Adolescente(2005/08), Superintendente, Coordenador do Esporte(2009/10), Secretário de Esportes de Cabo Frio(2010/2012), Presidente do Conselho de Esportes de Cabo Frio(2010/2012)
Ler Mais

PROJETO NOVO CIDADÃO REALIZA FESTIVAL DE ATLETISMO NO COMPLEXO ARACY MACHADO


No último sábado, 18 de agosto, aconteceu o Festival de Atletismo do Projeto Novo Cidadão. As provas foram disputadas na pista anexa ao Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto e participaram da competição cerca de 150 crianças e adolescentes inscritos e atendidos pelos núcleos Aracy Machado (professor Djalma Leite), Vivaldo Barreto (professor Carlinhos) e João Augusto (professora Rosângela).

Atletas das equipes masculina e feminina das categorias Infantil A (8 a 9 anos), Infantil B (10 a 11 anos), Pré-Mirim (12 a 13 anos), Mirim (14 a 15 anos) e Menores (16 a 17 anos) disputaram provas de Meio-Fundo, Velocidade e Salto em Distância. Todos os competidores receberam medalhas de participação, visando estimular o lado saudável da prática do esporte independentemente do resultado obtido.

O festival contou ainda com a participação de uma atleta italiana, que pratica a modalidade do pentatlo moderno. Clara Machetti, 14 anos, veio com a mãe Fabianaao Brasil para passar dois meses em Búzios. Ainda na Itália, tomou conhecimento do Projeto Novo Cidadão e, como precisava se preparar física e tecnicamente para disputar o Campeonato Italiano de Atletismo, que acontece em outubro, se integrou através da Federação de Atletismo do Rio de Janeiro ao núcleo Aracy Machado, treinando neste período com os alunos do professor Djalma Leite.

A atleta venceu as três provas que disputou (Salto em Distância, 75m e 1000m) e garante que vai levar ótimas recordações do tempo em que treinou com os colegas de Cabo Frio: “Vou lembrar da boa gente que conheci aqui, da linda recepção que tive, das amizades que fiz, principalmente com a querida fisioterapeuta Anny, e vou falar no meu país do treinamento que recebi aqui também. Estou muito feliz”, declarou a atleta que está de partida para Turim, cidade onde vive na Itália. Ao final da premiação, Clara fez questão de entregar um presente a fisioterapeuta Anny, além de camisas da Itália aos professores Djalma Leite e Wagner Araújo.

O evento contou ainda com a presença do Secretário de Esportes, Eliseu Pombo, e do Coordenador do Projeto Novo Cidadão, Sérgio Ghetti, que fizeram a entrega de algumas premiações. Eliseu fez um breve discurso aos presentes, agradecendo e parabenizando aos responsáveis pelo estímulo e incentivo da prática do esporte junto aos filhos.

Confira a relação dos vencedores de cada prova disputada no Festival de Atletismo do Projeto Novo Cidadão:

Meio-Fundo:

600m masculino Pré-Mirim: Bruno Jesus dos Santos (Vivaldo Barreto)
600m feminino Pré-Mirim: Tiffany Guimarães de Moura (Aracy Machado)
1000m masculino Mirim: Victor Hugo Augusto Pessoa (João Augusto)
1000m feminino Mirim: Clara Machetti (Aracy Machado)
1000m masculino Menores: Fernando Guimarães (Aracy Machado)
1000m feminino Menores: Carla Pereira Joaquim (Aracy Machado)

Velocidade:

50m feminino Infantil A: Thamires dos Santos Cerca (João Augusto)
60m masculino Infantil B: Matheus Genciano (Aracy Machado)
60m feminino Infantil B: Fabrícia Silva (Vivaldo Barreto)
60m feminino Pré-Mirim: Vanessa Oliveira (João Augusto)
60m masculino Pré-Mirim: Bruno Jesus dos Santos (Vivaldo Barreto)
75m masculino Mirim: João Antonio (Vivaldo Barreto)
75m feminino Mirim: Clara Machetti (Aracy Machado)

Salto em Distância:

Infantil B masculino: Matheus Genciano (Aracy Machado)
Infantil B feminino: Fabrícia Silva (Vivaldo Barreto)
Pré-Mirim masculino: Bruno Jesus dos Santos (Vivaldo Barreto)
Pré-Mirim feminino: Tiffany Guimarães (Aracy Machado)
Mirim masculino: Victor Hugo Augusto Pessoa (João Augusto)
Mirim feminino: Clara Machetti (Aracy Machado)
Menores feminino: Maxinny Damasceno (Aracy Machado)


Julio Avila













Ler Mais

ATLETA DO PROJETO NOVO CIDADÃO FAZ ESTREIA NA COPA DO MUNDO PELA SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL






A atleta Maxinny Damasceno, do Núcleo de Futebol Aracy Machado, do Projeto Novo Cidadão, fez, neste domingo, 30 de setembro, a sua estreia na Copa do Mundo pela Seleção Brasileira de Futebol Sub-17, que está sendo disputada no Azerbaijão.
A jogadora, que atua tanto como atacante quanto pode ser improvisada de zagueira, entrou na terceira partida da Seleção na fase de grupos da competição, contra a Nova Zelândia. Maxinny, que teve pouco mais de cinco minutos em campo, mostrou boa movimentação e velocidade, mas não teve chance de marcar.
O Brasil venceu por 4x3 e está classificado para as quartas de final da Copa do Mundo, assim como o Japão, que terminou em primeiro no grupo. A Seleção Brasileira, que também conta com a cabofriense Ana Clara, atleta do Vasco, zagueira titular da equipe, volta a jogar na próxima sexta-feira, 5 de outubro, mas ainda não conhece o adversário, que sairá do Grupo D. A partida acontecerá ás 9:00h, com transmissão ao vivo da Band.


Julio Avila
Ler Mais

ALUNOS DO PROJETO NOVO CIDADÃO SOBEM AO PÓDIO NA COPA DO BRASIL DE CANOAS HAVAIANAS


Os alunos do núcleo de Canoa Havaiana do Projeto Novo Cidadão, da professora Cláudia Sá, participaram de algumas provas da Copa Brasil de Canoas Havaianas, realizada nos dias 21 e 22 de julho, na Praia do Forte, em Cabo Frio.

Com participações por equipe e também individuais, os alunos conquistaram desde o 4º lugar até o ponto mais alto do pódio da competição. O grande destaque foi a categoria OC1 Cadete feminino, cujo pódio foi dominado pelas meninas do Projeto Novo Cidadão.

Confira o desempenho dos alunos do projeto na competição:

OC1 Cadete Feminino:
1º lugar: Lara Cristine Cardoso – 8’00’’ / 2º:lugar Maria Eduarda Salles – 8’23’’ / 3º lugar: Julia Ferreira – 9’00’’

OC1 Junior Feminino
1º lugar: Luiza Salles – 26’45’’

OC6 Junior Masculino:
2º lugar: Bruno, Luan, Lucas, Marcos, Taylan e Vitor – 25’30’’
4º lugar: Gustavo, Thiago, Rafael Mureb, Artur, Patrick e Leandro – 44’24’’

OC6 Junior Feminino:
3º lugar: Julia, Lara, Duda, Eliete, Mariana e Luiza – 30’56’’


Julio Avila







Ler Mais

CABO FRIO HANDEBOL PERDE PARA O MAUÁ PELO CAMPEONATO ESTADUAL


A equipe do Cabo Frio Handebol masculino, categoria cadete, que tem o apoio da Prefeitura através da Secretaria de Esportes e Lazer, foi até São Gonçalo no último dia 30 de setembro para enfrentar o Mauá pelo Campeonato Estadual da categoria e acabou derrotada. O jogo foi válido pela segunda rodada do campeonato.
A recém-formada equipe de Cabo Frio sofreu uma derrota parcial na primeira etapa, pelo placar de 15x5. No segundo tempo, o Mauá  venceu por 21x6, fechando o jogo com a vitória por 36x11.
Os gols de Cabo Frio foram marcados por: Victor Oliveira (2 gols), Ronald Santos (2 gols), Junior Datsch (1 gol), Lucas Hugo (1 gol) e Marcelo Uchoa (5 gols)
O Cabo Frio Handebol volta a jogar pelo Campeonato Estadual no próximo dia 21 de outubro, contra o Citrus, em Cachoeiras de Macacu.

A equipe de Cabo Frio atuou na partida contra o Mauá com:

Humberto Ferreira
Victor Oliveira
Ronald Santos
João Pedro Pinheiro
Daniel Cunha
Junior Datsch
Breno Scout
Lucas Hugo
Thiago Vazquez
Marcelo Uchoa. 

Técnica: Nádia Cristina
Aux. Téc: Gilda Santanna


Julio Avila

Ler Mais

GINÁSTICA OLÍMPICA É SUCESSO NO PROJETO NOVO CIDADÃO

A modalidade da ginástica olímpica,  incluída no projeto sócio esportivo NOVO CIDADÃO, superou todas as expectativas e já estão cadastrados e sendo atendidos mais de oitenta alunos.
No próximo dia 9 de Maio os alunos estarão indo ao Rio de Janeiro, no C. R. Flamengo para ter contato com os atletas da seleção brasileira de ginástica olímpica,  que está em fase de treinamento para as olimpíadas de Londres.
Parabéns ao professor Edson, as professoras Ana Paula e Bruna Knauf pelo trabalho desenvolvido a frente desta modalidade.
















Ler Mais